Fechar
Publicidade

Domingo, 8 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Imprensa estatal da China acusa EUA de plano para "colonizar negócios globais"



24/05/2019 | 06:52


A imprensa estatal da China lançou novos ataques contra os Estados Unidos, no momento em que os dois países travam uma disputa no comércio. O jornal China Daily acusou nesta sexta-feira Washington de buscar "colonizar negócios globais" ao se voltar contra empresas chinesas.

Outro diário, o Global Times, acusou os EUA de "arrogância hegemônica" e de lançar um "assalto global" ao livre-comércio.

O governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, colocou na semana passada a chinesa Huawei em uma lista que, na prática, impede a gigante das telecomunicações de vender microchips para computadores e outros componentes sem o aval de Washington. A medida pode prejudicar bastante os negócios da Huawei, uma das maiores empresas do mundo no setor.

Os EUA qualificaram a Huawei como uma ameaça à segurança nacional. Além disso, os americanos já anunciaram nos últimos meses rodadas de tarifas contra produtos chineses, que foram seguidas de retaliações por parte de Pequim. Fonte: Associated Press.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Imprensa estatal da China acusa EUA de plano para "colonizar negócios globais"


24/05/2019 | 06:52


A imprensa estatal da China lançou novos ataques contra os Estados Unidos, no momento em que os dois países travam uma disputa no comércio. O jornal China Daily acusou nesta sexta-feira Washington de buscar "colonizar negócios globais" ao se voltar contra empresas chinesas.

Outro diário, o Global Times, acusou os EUA de "arrogância hegemônica" e de lançar um "assalto global" ao livre-comércio.

O governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, colocou na semana passada a chinesa Huawei em uma lista que, na prática, impede a gigante das telecomunicações de vender microchips para computadores e outros componentes sem o aval de Washington. A medida pode prejudicar bastante os negócios da Huawei, uma das maiores empresas do mundo no setor.

Os EUA qualificaram a Huawei como uma ameaça à segurança nacional. Além disso, os americanos já anunciaram nos últimos meses rodadas de tarifas contra produtos chineses, que foram seguidas de retaliações por parte de Pequim. Fonte: Associated Press.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;