Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 16 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Sindicato informa trabalhadores da Ford sobre reuniões com Maia e Macris

Nario Barbosa/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Metalúrgicos também foram chamados a participar de uma manifestação amanhã, em frente à Alesp


Do dgabc.com.br

14/03/2019 | 14:49


Em assembleia realizada na manhã desta quinta-feira (14) com trabalhadores da Ford de São Bernardo, o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC informou os desdobramentos das reuniões realizadas na tarde de ontem com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e com o presidente da Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), Cauê Macris (PSDB). Os metalúrgicos também foram chamados a participar de uma manifestação nesta sexta-feira, em frente à Alesp, durante cerimônia de posse dos novos deputados.

O coordenador do comitê sindical na Ford, José Quixabeira de Anchieta, o Paraíba, disse que toda a situação da empresa foi apresentada e que o sindicato ressaltou que ela recebeu quantia considerável de dinheiro do Estado em incentivos fiscais. Ele disse que o Estado tem a prática de dizer que não se mete com capital privado, mas dada a quantidade de dinheiro que a Ford recebeu no Ceará, com a Troller, e em Camaçari, na Bahia, é possível considerar que se trata de uma empresa de capital misto. Por isso, para ele, o governo tem de se envolver na questão. Ainda de acordo com Paraíba, Maia se comprometeu a analisar todo o histórico.

Os representantes do Sindicato também pediram a Maia que interceda para que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) inclua o assunto na pauta da reunião que terá com presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. De acordo com Paraíba, o líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta, está reivindicando a inclusão de um deputado da bancada na delegação.

No encontro com o presidente da Câmara Federal, também estavam o presidente da CUT, Vagner Freitas, o secretário-geral da central, Sérgio Nobre, e os membros do Comitê Sindical na Ford, Adauto de Oliveira e Vagner Batista.

Na reunião com o Cauê Macris, articulada pelo deputado estadual Teonilío Barba (PT), os representantes do Sindicato pediram o apoio institucional da Assembleia Legislativa de São Paulo na luta pelos empregos. O presidente da Casa reforçou que os deputados estão à disposição e que considera este assunto uma prioridade, dado o grave impacto social que acarreta.

De acordo com Alexandre Colombo, diretor-executivo do Sindicato que participou do encontro, Macris ressaltou que os deputados “não vão se furtar do seu papel”.

Durante a assembleia, Paraíba também informou que não houve sinalização por parte da direção local da empresa a respeito de conversas com possíveis compradores.

Na tarde de hoje, o presidente do Sindicato, Wagner Santana, terá nova reunião no Ministério Público do Trabalho, em São Bernardo. Os trabalhadores retornam à fábrica na próxima terça-feira para receber orientações e informes.


 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sindicato informa trabalhadores da Ford sobre reuniões com Maia e Macris

Metalúrgicos também foram chamados a participar de uma manifestação amanhã, em frente à Alesp

Do dgabc.com.br

14/03/2019 | 14:49


Em assembleia realizada na manhã desta quinta-feira (14) com trabalhadores da Ford de São Bernardo, o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC informou os desdobramentos das reuniões realizadas na tarde de ontem com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e com o presidente da Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), Cauê Macris (PSDB). Os metalúrgicos também foram chamados a participar de uma manifestação nesta sexta-feira, em frente à Alesp, durante cerimônia de posse dos novos deputados.

O coordenador do comitê sindical na Ford, José Quixabeira de Anchieta, o Paraíba, disse que toda a situação da empresa foi apresentada e que o sindicato ressaltou que ela recebeu quantia considerável de dinheiro do Estado em incentivos fiscais. Ele disse que o Estado tem a prática de dizer que não se mete com capital privado, mas dada a quantidade de dinheiro que a Ford recebeu no Ceará, com a Troller, e em Camaçari, na Bahia, é possível considerar que se trata de uma empresa de capital misto. Por isso, para ele, o governo tem de se envolver na questão. Ainda de acordo com Paraíba, Maia se comprometeu a analisar todo o histórico.

Os representantes do Sindicato também pediram a Maia que interceda para que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) inclua o assunto na pauta da reunião que terá com presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. De acordo com Paraíba, o líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta, está reivindicando a inclusão de um deputado da bancada na delegação.

No encontro com o presidente da Câmara Federal, também estavam o presidente da CUT, Vagner Freitas, o secretário-geral da central, Sérgio Nobre, e os membros do Comitê Sindical na Ford, Adauto de Oliveira e Vagner Batista.

Na reunião com o Cauê Macris, articulada pelo deputado estadual Teonilío Barba (PT), os representantes do Sindicato pediram o apoio institucional da Assembleia Legislativa de São Paulo na luta pelos empregos. O presidente da Casa reforçou que os deputados estão à disposição e que considera este assunto uma prioridade, dado o grave impacto social que acarreta.

De acordo com Alexandre Colombo, diretor-executivo do Sindicato que participou do encontro, Macris ressaltou que os deputados “não vão se furtar do seu papel”.

Durante a assembleia, Paraíba também informou que não houve sinalização por parte da direção local da empresa a respeito de conversas com possíveis compradores.

Na tarde de hoje, o presidente do Sindicato, Wagner Santana, terá nova reunião no Ministério Público do Trabalho, em São Bernardo. Os trabalhadores retornam à fábrica na próxima terça-feira para receber orientações e informes.


 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;