Fechar
Publicidade

Sábado, 23 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Como surgiu a capoeira?

Elza Fiúza/ABr Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Mescla de elementos de artes marciais, esporte, dança e música caracteriza a prática secular


Tauana Marin
Diário do Grande ABC

10/02/2019 | 07:00


Acredita-se que foi no século XVI (por volta do ano 1500) que surgiram os primeiros passos do que hoje conhecemos por capoeira. A versão mais próxima da prática atual foi criada e desenvolvida no Brasil, a partir da herança de manifestações, lutas e jogos corporais típicos da África.

Os mais antigos falavam que a prática nasceu da necessidade do povo africano que foi escravizado quando chegou ao País para que pudesse fortalecer seus corpos, mentes e espírito com o objetivo de lutar se preparar para possíveis fugas das fazendas de engenho de cana-de-açúcar e algodão. Eram nesses lugares onde eram obrigados a trabalhar sem qualquer tipo de recompensa.

Acaba sendo uma atividade quase que completa, ao reunir ações de artes marciais, esporte, dança e música. Diante da importância histórica, é considerada expressão cultural brasileira.

Os participantes realizam movimentos ágeis e complexos, onde são utilizados pés, mãos e elementos ginástico-acrobáticos (como saltos e giros). A capoeira é disputada por duas pessoas, que se ‘enfrentam’ no meio de roda formada por outros capoeiristas. O objetivo do jogo é derrubar o adversário.

A prática pode ser realizada por crianças, sejam meninas ou meninos, assim como por adultos (homens e mulheres), sem limite de idade. Quanto mais cedo, mais se aprende e aproveita.

SONORIDADE - O desenvolvimento da capoeira até hoje tem forte ligação com o universo da música, principalmente por conta da sonoridade ser elemento indissociável das origens africanas. No continente, canções e cantigas são importantes e fazem parte de momentos de nascimento, trabalho, cerimônias, festas, acontecimentos e também na hora da morte das pessoas. A música dentro da capoeira teria objetivo de refletir alegria e paz, mas também certos avisos, como o de relembrar a memória dos ancestrais e de contar a história passada e a presente.

Um dos símbolos da prática é o berimbau, conhecido pela sua forma de arco e que pode ser considerado um dos instrumentos mais antigos da humanidade. Acaba sendo o ‘mestre da roda de capoeira’, dando ritmo ao jogo. É por meio da junção dele com pandeiro, atabaque, reco-reco, agogô e dos cantos, improvisos e desafios que se forma espécie de orquestra temática. A musicalidade anima os praticantes.

Consultoria de Womualy Gonzaga dos Santos, professor formado em educação física e capoeirista no Cepe-USP (Centro de Práticas Esportivas da Universidade de São Paulo) e na UFABC (Universidade Federal do ABC).
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Como surgiu a capoeira?

Mescla de elementos de artes marciais, esporte, dança e música caracteriza a prática secular

Tauana Marin
Diário do Grande ABC

10/02/2019 | 07:00


Acredita-se que foi no século XVI (por volta do ano 1500) que surgiram os primeiros passos do que hoje conhecemos por capoeira. A versão mais próxima da prática atual foi criada e desenvolvida no Brasil, a partir da herança de manifestações, lutas e jogos corporais típicos da África.

Os mais antigos falavam que a prática nasceu da necessidade do povo africano que foi escravizado quando chegou ao País para que pudesse fortalecer seus corpos, mentes e espírito com o objetivo de lutar se preparar para possíveis fugas das fazendas de engenho de cana-de-açúcar e algodão. Eram nesses lugares onde eram obrigados a trabalhar sem qualquer tipo de recompensa.

Acaba sendo uma atividade quase que completa, ao reunir ações de artes marciais, esporte, dança e música. Diante da importância histórica, é considerada expressão cultural brasileira.

Os participantes realizam movimentos ágeis e complexos, onde são utilizados pés, mãos e elementos ginástico-acrobáticos (como saltos e giros). A capoeira é disputada por duas pessoas, que se ‘enfrentam’ no meio de roda formada por outros capoeiristas. O objetivo do jogo é derrubar o adversário.

A prática pode ser realizada por crianças, sejam meninas ou meninos, assim como por adultos (homens e mulheres), sem limite de idade. Quanto mais cedo, mais se aprende e aproveita.

SONORIDADE - O desenvolvimento da capoeira até hoje tem forte ligação com o universo da música, principalmente por conta da sonoridade ser elemento indissociável das origens africanas. No continente, canções e cantigas são importantes e fazem parte de momentos de nascimento, trabalho, cerimônias, festas, acontecimentos e também na hora da morte das pessoas. A música dentro da capoeira teria objetivo de refletir alegria e paz, mas também certos avisos, como o de relembrar a memória dos ancestrais e de contar a história passada e a presente.

Um dos símbolos da prática é o berimbau, conhecido pela sua forma de arco e que pode ser considerado um dos instrumentos mais antigos da humanidade. Acaba sendo o ‘mestre da roda de capoeira’, dando ritmo ao jogo. É por meio da junção dele com pandeiro, atabaque, reco-reco, agogô e dos cantos, improvisos e desafios que se forma espécie de orquestra temática. A musicalidade anima os praticantes.

Consultoria de Womualy Gonzaga dos Santos, professor formado em educação física e capoeirista no Cepe-USP (Centro de Práticas Esportivas da Universidade de São Paulo) e na UFABC (Universidade Federal do ABC).
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;