Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 17 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Parceria entre humana e autobot

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

‘Bumblebee’ estreia terça-feira nos cinemas brasileiros com foco no transformer amarelo


Luís Felipe Soares
Diário do Grande ABC

23/12/2018 | 07:00


Formas de vida alienígenas que mais parecem robôs intergaláticos e que se transformam em carros. Essa é a ideia básica por trás de toda a saga Transformers, iniciada em seriado animado há mais de três décadas e que é uma das marcas atuais mais conhecidas do cinema desde a metade dos anos 2000. Já são cinco filmes e a franquia acaba de ganhar um spin-off, quando existe produção que retrata personagem ou momento que remete à história principal por conta de sua grande popularidade.

Agora, os fãs voltam suas atenções para as exibições de Bumblebee, o guerreiro amarelo companheiro dos heróis humanos e que ganha aventura só sua. Essa capítulo chega aos cinemas brasileiros na terça-feira (25), como uma das grandes estreias especiais do feriado natalino. As cópias disponibilizadas são dubladas e legendadas, sendo possível encontrar sessões em 3D em algumas salas espalhadas pelo Grande ABC.

O objetivo do filme é mostrar como foi a fuga dos Autobots de Cybertron, a chegada à Terra e os primeiros conflitos com os Decepticons no novo planeta. Tudo é explicado de maneira rápida e recheada de ação. Mas o cenário principal revela como o protagonista é o primeiro transformer a viver no meio dos humanos, tendo ele esquecido suas memórias do passado e não sabendo de sua missão de esperar os antigos parceiros.

No formato de simpático fusca (um dos carros mais conhecidos da história no Brasil), Bumblebee se torna o novo ‘xodó’ da adolescente Charlie Watson (Hailee Steinfeld), que ganha o carro em seu aniversário de 18 anos. Ela tenta ensinar o novo amigo – a quem lhe dá o apelido – a se comportar diante dos outros humanos que não são compreensivos como ela diante de um ET cheio de engrenagens. É engraçado notar como a ingenuidade do robô grandalhão faz com que ele pareça espécie de pet da garota, com um ajudando o outro a encontrar seu papel no mundo ao redor.

BATALHA - Apesar de toda a diversão com a amizade de Charlie, o personagem principal sofre com a busca que Shatter e Dropkick realizam assim que detectam sinal de suas atividades na cidade de São Francisco, nos Estados Unidos. Os dois vilões abusam da falta de lembranças de Bumblebee de ações de combate e exigem que ele revele o paradeiro de Optimus Prime, líder dos Autobots. Acaba sendo guerra bem injusta, com o público torcendo para que o guerreiro salve a si mesmo e defenda sua nova casa.

Animação dos anos 1980 iniciou popular franquia

A batalha entre Autobots e Decepticons teve início em 1984, quando Transformers estreou na TV norte-americana e ganhou versões em diferentes países, incluindo o Brasil. O desenho original mostra o grupo liderado por Optimus Prime fugindo para Terra após deixarem Cybertron, acordando no novo planeta somente nos anos 1980. O seriado continuou por quatro temporadas com quase 100 episódios produzidos. É com o estilo dos personagens dessa época que o estúdio pensou em Bumblebee, que estreia nos cinemas na próxima semana.

A popularidade da franquia fez com que passasse por transformações ao longo do tempo. Estilos ligados à animê, ilustrações em 3D, enredos mais infantis e até mesmo versão onde os robôs dividem sua forma de batalha com carcaças de animais (Beast Wars: Transformers, de 1996 a 1999) já foram desenvolvidos.

O mais recente produto da série é Transformers: Cyberverse, em exibição desde outubro na grade do canal pago Cartoon Network. Na história, Bumblebee sofre com problema de memória e o amigo Windblade corre para ajudá-lo a lembrar de sua missão na Terra ao mesmo tempo em que os Decepticons aparecem para atacar. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Parceria entre humana e autobot

‘Bumblebee’ estreia terça-feira nos cinemas brasileiros com foco no transformer amarelo

Luís Felipe Soares
Diário do Grande ABC

23/12/2018 | 07:00


Formas de vida alienígenas que mais parecem robôs intergaláticos e que se transformam em carros. Essa é a ideia básica por trás de toda a saga Transformers, iniciada em seriado animado há mais de três décadas e que é uma das marcas atuais mais conhecidas do cinema desde a metade dos anos 2000. Já são cinco filmes e a franquia acaba de ganhar um spin-off, quando existe produção que retrata personagem ou momento que remete à história principal por conta de sua grande popularidade.

Agora, os fãs voltam suas atenções para as exibições de Bumblebee, o guerreiro amarelo companheiro dos heróis humanos e que ganha aventura só sua. Essa capítulo chega aos cinemas brasileiros na terça-feira (25), como uma das grandes estreias especiais do feriado natalino. As cópias disponibilizadas são dubladas e legendadas, sendo possível encontrar sessões em 3D em algumas salas espalhadas pelo Grande ABC.

O objetivo do filme é mostrar como foi a fuga dos Autobots de Cybertron, a chegada à Terra e os primeiros conflitos com os Decepticons no novo planeta. Tudo é explicado de maneira rápida e recheada de ação. Mas o cenário principal revela como o protagonista é o primeiro transformer a viver no meio dos humanos, tendo ele esquecido suas memórias do passado e não sabendo de sua missão de esperar os antigos parceiros.

No formato de simpático fusca (um dos carros mais conhecidos da história no Brasil), Bumblebee se torna o novo ‘xodó’ da adolescente Charlie Watson (Hailee Steinfeld), que ganha o carro em seu aniversário de 18 anos. Ela tenta ensinar o novo amigo – a quem lhe dá o apelido – a se comportar diante dos outros humanos que não são compreensivos como ela diante de um ET cheio de engrenagens. É engraçado notar como a ingenuidade do robô grandalhão faz com que ele pareça espécie de pet da garota, com um ajudando o outro a encontrar seu papel no mundo ao redor.

BATALHA - Apesar de toda a diversão com a amizade de Charlie, o personagem principal sofre com a busca que Shatter e Dropkick realizam assim que detectam sinal de suas atividades na cidade de São Francisco, nos Estados Unidos. Os dois vilões abusam da falta de lembranças de Bumblebee de ações de combate e exigem que ele revele o paradeiro de Optimus Prime, líder dos Autobots. Acaba sendo guerra bem injusta, com o público torcendo para que o guerreiro salve a si mesmo e defenda sua nova casa.

Animação dos anos 1980 iniciou popular franquia

A batalha entre Autobots e Decepticons teve início em 1984, quando Transformers estreou na TV norte-americana e ganhou versões em diferentes países, incluindo o Brasil. O desenho original mostra o grupo liderado por Optimus Prime fugindo para Terra após deixarem Cybertron, acordando no novo planeta somente nos anos 1980. O seriado continuou por quatro temporadas com quase 100 episódios produzidos. É com o estilo dos personagens dessa época que o estúdio pensou em Bumblebee, que estreia nos cinemas na próxima semana.

A popularidade da franquia fez com que passasse por transformações ao longo do tempo. Estilos ligados à animê, ilustrações em 3D, enredos mais infantis e até mesmo versão onde os robôs dividem sua forma de batalha com carcaças de animais (Beast Wars: Transformers, de 1996 a 1999) já foram desenvolvidos.

O mais recente produto da série é Transformers: Cyberverse, em exibição desde outubro na grade do canal pago Cartoon Network. Na história, Bumblebee sofre com problema de memória e o amigo Windblade corre para ajudá-lo a lembrar de sua missão na Terra ao mesmo tempo em que os Decepticons aparecem para atacar. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;