Fechar
Publicidade

Sábado, 23 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Vereadores de Mauá viraram Geni


Raphael Rocha
Do dgabc.com.br

21/12/2018 | 07:01


A Operação Trato Feito, deflagrada pela PF (Polícia Federal) na semana passada, apontou que o prefeito Atila Jacomussi (PSB) pagava Mensalinho a 21 vereadores e um suplente em troca da fidelidade desses políticos na Câmara. Evidentemente que foram raros os que saíram ilesos, sem arranhões da operação. Tanto que os parlamentares decidiram usar carros próprios para cumprir agendas nos bairros. Isso porque, depois da ação da PF, a população hostilizou alguns parlamentares que circulavam pela cidade com o automóvel oficial da Câmara – são identificados com o brasão do Legislativo, ou seja, mostram quem está dentro do automóvel. A situação remonta à clássica canção Geni e o Zepelim, de Chico Buarque. “Joga pedra na Geni!/Joga pedra na Geni!/Ela é feita pra apanhar!/Ela é boa de cuspir!/”

Mãe coruja
Primeira-dama de São Caetano, Denise Auricchio não escondeu a felicidade com a diplomação do filho, Thiago Auricchio (PR), como deputado estadual. Registro feito pela assessoria do republicano mostra a cara de orgulho de Denise ao ver o diploma com o nome do caçula, ao lado do marido, o prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB).

Estratégia – 1
A discussão sobre impeachment do prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), segue intensa nos bastidores da Câmara local. Depois de surgir a possibilidade de cassação do socialista ainda neste ano, com o vencimento do prazo de licença de 14 dias a qual Atila tem direito sem comunicar o Legislativo – as férias foram interrompidas já e haverá trabalho na quarta-feira –, muitos avaliam que sessão para tratar do tema deve ser chamada no dia 5 de janeiro, levantando novamente recesso dos vereadores.

Estratégia – 2
Essa estratégia teria sido um pedido do atual mandatário do Legislativo de Mauá, Admir Jacomussi (PRP), pai do prefeito Atila Jacomussi (PSB), preso no âmbito da Operação Trato Feito. Se em maio, quando Atila foi detido após a Prato Feito, Admir atuou como cão de guarda e conseguiu rejeitar dois pedidos de impeachment, desta vez ele parece estar resignado da condição política do filho. Só não quer ser ele a assinar o documento de cassação de Atila e deixaria essa missão para Neycar (SD), presidente eleito da Casa.

Aprovado
A Câmara de São Caetano aprovou ontem, na última sessão do ano, os abonos aos servidores da Prefeitura e também do Legislativo. Servidores do Executivo terão direito a R$ 350. Os colaboradores do Parlamento receberão R$ 400 ou R$ 300, dependendo da remuneração mensal.

Retorno – 1
A Prefeitura de Santo André informou que vai devolver R$ 23 milhões aos contribuintes que pagaram o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) deste ano com o reajuste máximo, aplicado no início de janeiro com base na revisão da PGV (Planta Genérica de Valores). No fim de janeiro, o prefeito Paulo Serra (PSDB) suspendeu o aumento, aplicou somente a inflação e se comprometeu a estornar as quantias. Esse montante será para munícipes que optaram por créditos tributários.

Retorno – 2
Segundo o Paço, do total, “R$ 19 milhões serão devolvidos em forma de crédito a 21.057 imóveis, com abatimento nos carnês do IPTU de 2019”. “Mais do que garantir que o IPTU não vai ter aumento em 2019 (só haverá reajuste inflacionário), iniciamos a devolução dos valores pagos a mais pelos munícipes, após a correção do tributo. Uma ação que consolida o nosso compromisso com a nossa gente”, disse o prefeito Paulo Serra. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vereadores de Mauá viraram Geni

Raphael Rocha
Do dgabc.com.br

21/12/2018 | 07:01


A Operação Trato Feito, deflagrada pela PF (Polícia Federal) na semana passada, apontou que o prefeito Atila Jacomussi (PSB) pagava Mensalinho a 21 vereadores e um suplente em troca da fidelidade desses políticos na Câmara. Evidentemente que foram raros os que saíram ilesos, sem arranhões da operação. Tanto que os parlamentares decidiram usar carros próprios para cumprir agendas nos bairros. Isso porque, depois da ação da PF, a população hostilizou alguns parlamentares que circulavam pela cidade com o automóvel oficial da Câmara – são identificados com o brasão do Legislativo, ou seja, mostram quem está dentro do automóvel. A situação remonta à clássica canção Geni e o Zepelim, de Chico Buarque. “Joga pedra na Geni!/Joga pedra na Geni!/Ela é feita pra apanhar!/Ela é boa de cuspir!/”

Mãe coruja
Primeira-dama de São Caetano, Denise Auricchio não escondeu a felicidade com a diplomação do filho, Thiago Auricchio (PR), como deputado estadual. Registro feito pela assessoria do republicano mostra a cara de orgulho de Denise ao ver o diploma com o nome do caçula, ao lado do marido, o prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB).

Estratégia – 1
A discussão sobre impeachment do prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), segue intensa nos bastidores da Câmara local. Depois de surgir a possibilidade de cassação do socialista ainda neste ano, com o vencimento do prazo de licença de 14 dias a qual Atila tem direito sem comunicar o Legislativo – as férias foram interrompidas já e haverá trabalho na quarta-feira –, muitos avaliam que sessão para tratar do tema deve ser chamada no dia 5 de janeiro, levantando novamente recesso dos vereadores.

Estratégia – 2
Essa estratégia teria sido um pedido do atual mandatário do Legislativo de Mauá, Admir Jacomussi (PRP), pai do prefeito Atila Jacomussi (PSB), preso no âmbito da Operação Trato Feito. Se em maio, quando Atila foi detido após a Prato Feito, Admir atuou como cão de guarda e conseguiu rejeitar dois pedidos de impeachment, desta vez ele parece estar resignado da condição política do filho. Só não quer ser ele a assinar o documento de cassação de Atila e deixaria essa missão para Neycar (SD), presidente eleito da Casa.

Aprovado
A Câmara de São Caetano aprovou ontem, na última sessão do ano, os abonos aos servidores da Prefeitura e também do Legislativo. Servidores do Executivo terão direito a R$ 350. Os colaboradores do Parlamento receberão R$ 400 ou R$ 300, dependendo da remuneração mensal.

Retorno – 1
A Prefeitura de Santo André informou que vai devolver R$ 23 milhões aos contribuintes que pagaram o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) deste ano com o reajuste máximo, aplicado no início de janeiro com base na revisão da PGV (Planta Genérica de Valores). No fim de janeiro, o prefeito Paulo Serra (PSDB) suspendeu o aumento, aplicou somente a inflação e se comprometeu a estornar as quantias. Esse montante será para munícipes que optaram por créditos tributários.

Retorno – 2
Segundo o Paço, do total, “R$ 19 milhões serão devolvidos em forma de crédito a 21.057 imóveis, com abatimento nos carnês do IPTU de 2019”. “Mais do que garantir que o IPTU não vai ter aumento em 2019 (só haverá reajuste inflacionário), iniciamos a devolução dos valores pagos a mais pelos munícipes, após a correção do tributo. Uma ação que consolida o nosso compromisso com a nossa gente”, disse o prefeito Paulo Serra. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;