Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 15 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

CDHU inicia construção de 260 moradias

Celso Luiz/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Unidades habitacionais serão destinadas para famílias remanescentes do Jd.Santo André


Daniel Macário
Do Diário do Grande ABC

08/11/2018 | 07:00


 A CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) iniciou nesta semana a construção de 260 moradias populares no Jardim Ipanema, em Santo André. Erguido em área de 13 mil metros quadrados, o empreendimento contará com cinco torres, além de área de lazer. O prazo para conclusão é de dois anos.

Orçado em R$ 33 milhões, o conjunto habitacional contemplará famílias que foram removidas de áreas de risco do Jardim Santo André, na região periférica da cidade. Atualmente, os futuros beneficiários têm recebido auxílio-moradia, até se mudarem definitivamente para a casa própria.

Assim como tem sido feito em outros municípios da Região Metropolitana de São Paulo, os edifícios do conjunto habitacional do Jardim Ipanema seguirão, conforme previsto no projeto, o modelo de verticalização de unidades.

Cada torre terá 15 pavimentos com 52 apartamentos cada. A proposta é que, com isso, o espaço seja otimizado a fim de permitir a construção de áreas de convivências e garagem para veículos.

Cedido em 2008 pelo governo do Estado, na época pelo então governador José Serra (PSDB), o terreno onde será construído o empreendimento passou nos últimos anos por série de melhorias, para que o projeto pudesse sair do papel.

De acordo com a CDHU, foram feitos estudos técnicos ambientais pela Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), para solucionar uma contaminação de resíduos de madeira no terreno.

A futura construção ficará próxima ainda do Conjunto Habitacional Procópio Ferreira. O empreendimento, vinculado ao PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), do governo federal, foi entregue em 2015 e beneficiou 176 famílias oriundas dos núcleos Pedro Américo, Ciprestes/Irene, Gamboa e Espírito Santo 1 e 2.

 

FUTURAS ENTREGAS

Após série de adiamentos, a espera por moradia de 410 famílias do futuro Residencial Novo Pinheirinho, em Santo André, está prestes a acabar. De acordo com a Secretaria de Habitação do município, a expectativa é a de que as unidades do empreendimento sejam entregues no próximo mês. No momento, a Prefeitura depende apenas de solucionar pendências de documentos junto ao MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto).

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;