Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 27 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Livro de fantasia traz história que reflete sobre as diferenças

‘Drako e a Elite dos Dragões Dourados’ é da escritora Paola Giometti


Daniela Pegoraro/Especial para o Diário

02/10/2018 | 07:59


Histórias fantásticas de dragões têm espaço na literatura há muito tempo. Um dos exemplos de maior destaque é a tetralogia Eragon, que ganhou até mesmo um longa-metragem de nome homônimo em 2006. Vinda da mesma linha, mas com proposta que diverge, recentemente foi lançado o livro Drako e a Elite dos Dragões Dourados (Lendari, 257 páginas, R$ 35), da escritora paulista Paola Giometti, 34 anos.

A obra é a primeira de uma trilogia que está programada para ser publicada. “O livro trata da história de um dragão vermelho que nasceu de maneira não convencional: ao invés de nascer malvado, ele é dócil, e a mestra dele o detesta por isso. Ele é subjugado, maltratado, até que em um momento encontra uma mosca que o ensina a voar e o encoraja a enfrentar a realidade”, conta a autora.

Há dois meses a escritora mudou-se para a Noruega, mas começou a escrever o livro aqui no Brasil, ainda aos 16 anos, em viagens de ônibus. “Criei a história inspirada nas minhas dificuldades na adolescência. Queria voar, mas não sabia como. Queria sair do mundinho que vivia, mas não tinha coragem. Era insegura e queria que as pessoas me aceitassem, porque gostava de rock, de animais selvagens, videogame, magia e alquimia. Me sentia sozinha, uma carta fora do baralho”, relembra. A criação do personagem veio, inicialmente, de uma ilustração que a autora criou quando adolescente. “Criei o Drako quando estava com febre. Estava entediada e desenhei um dragão com caneta vermelha e uma mosca que voava ao redor da orelha dele”, comenta Paola.

A escrita vem desde a infância. Como cresceu em meio à natureza, sentia-se inspirada para criar histórias de animais e seres fantásticos. Suas primeiras publicações foram da coleção Fábulas da Terra, composta por três livros: O Destino do Lobo, O Código das Águias e O Chamado dos Bisões. “Eu tinha o sonho de publicar, mas comecei com O Destino do Lobo porque era um tema que queria passar para as pessoas. Agora que tenho um público, ousei lançar o Drako. Tinha medo das pessoas acharem que era só mais um livro de fantasia com dragões. Mas ninguém imaginava que eu chegaria com um dragão que tem uma mosca como amigo”, comenta a escritora.

Tratando-se de uma trilogia voltada ao público jovem, o segundo livro já está escrito – inclusive, foi finalizado quando a autora ainda tinha 19 anos. O terceiro deles, no entanto, está em processo de composição. “Vou escrevê-lo na Noruega, até mesmo porque haverá dragões vikings na história”, conta Paola.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;