Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 14 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Postagem em grupo na rede social ajuda a frustrar roubo


Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

27/07/2018 | 07:00


 Tecnologia e solidariedade ajudaram a PM (Polícia Militar) a prender três homens que roubaram uma casa na tarde de ontem, no Parque João Ramalho, em Santo André. A residência do estudante da UFABC (Universidade Federal do ABC) Guericke Sergio de Abreu foi invadida por volta das 15h. Escondido, o jovem fez postagem no grupo da faculdade, escreveu seu endereço e completou: “Tô sendo assaltado pede uma polícia. Não é brincadeira (sic)”. Várias pessoas acionaram a polícia por meio do 190. “Pouco tempo depois o rapaz respondeu que havia chegado oito viaturas na casa dele”, explicou o estagiário Everton Siqueira Gomes, 19, que também faz parte do grupo.

Enquanto tudo ocorria, oficiais da PM detinham três suspeitos que foram flagrados no bairro Capuava, com diversos pertences. A mesma patrulha soube pela rede de comunicação sobre o roubo e se dirigiu ao endereço da ocorrência. Chegando lá, encontrou a dona de casa Aldenora Sergio de Jesus, 62, amarrada com fios elétricos e fitas isolantes. A vítima relatou que os assaltantes tinham postura bastante violenta o tempo todo, mas não chegaram a agredi-la.

Foram detidos Edmilson Conceição Machado, 31 anos, Caio de Paula Carvalho, 21, e apreendido um menor de 17 anos. Aldenora deu as características dos invasores e, como coincidia com a descrição dos detidos, também foi conduzida ao 5º DP (Distrito Policial) de Santo André, no Parque Novo Oratório, onde reconheceu os suspeitos como autores do roubo. Os assaltantes haviam levado de sua casa televisão, videogame, um secador de cabelos, um ferro de lavar roupas e alguns pares de tênis, além de R$ 2.740 em espécie. Enquanto a ocorrência era registrada, chegou ao DP vítima de roubo de veículo que também reconheceu os criminosos.

Após registro da ocorrência, os criminosos maiores de idade seriam transferidos para o CDP (Centro de Detenção Provisória) de Santo André e o menor, para a Fundação Casa. Os pertences foram devolvidos .  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Postagem em grupo na rede social ajuda a frustrar roubo

Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

27/07/2018 | 07:00


 Tecnologia e solidariedade ajudaram a PM (Polícia Militar) a prender três homens que roubaram uma casa na tarde de ontem, no Parque João Ramalho, em Santo André. A residência do estudante da UFABC (Universidade Federal do ABC) Guericke Sergio de Abreu foi invadida por volta das 15h. Escondido, o jovem fez postagem no grupo da faculdade, escreveu seu endereço e completou: “Tô sendo assaltado pede uma polícia. Não é brincadeira (sic)”. Várias pessoas acionaram a polícia por meio do 190. “Pouco tempo depois o rapaz respondeu que havia chegado oito viaturas na casa dele”, explicou o estagiário Everton Siqueira Gomes, 19, que também faz parte do grupo.

Enquanto tudo ocorria, oficiais da PM detinham três suspeitos que foram flagrados no bairro Capuava, com diversos pertences. A mesma patrulha soube pela rede de comunicação sobre o roubo e se dirigiu ao endereço da ocorrência. Chegando lá, encontrou a dona de casa Aldenora Sergio de Jesus, 62, amarrada com fios elétricos e fitas isolantes. A vítima relatou que os assaltantes tinham postura bastante violenta o tempo todo, mas não chegaram a agredi-la.

Foram detidos Edmilson Conceição Machado, 31 anos, Caio de Paula Carvalho, 21, e apreendido um menor de 17 anos. Aldenora deu as características dos invasores e, como coincidia com a descrição dos detidos, também foi conduzida ao 5º DP (Distrito Policial) de Santo André, no Parque Novo Oratório, onde reconheceu os suspeitos como autores do roubo. Os assaltantes haviam levado de sua casa televisão, videogame, um secador de cabelos, um ferro de lavar roupas e alguns pares de tênis, além de R$ 2.740 em espécie. Enquanto a ocorrência era registrada, chegou ao DP vítima de roubo de veículo que também reconheceu os criminosos.

Após registro da ocorrência, os criminosos maiores de idade seriam transferidos para o CDP (Centro de Detenção Provisória) de Santo André e o menor, para a Fundação Casa. Os pertences foram devolvidos .  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;