Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 24 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Talento em coro

Antonio Chahestian/Record TV/Divulgação  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

‘Canta Comigo’, gravado no Pavilhão Vera Cruz, em São Bernardo, estreia quarta na Record


Miriam Gimenes

16/07/2018 | 07:00


 Quando você ouve uma música com a melodia boa, cantada com afinação, denotando o talento do intérprete, o que isso desperta? Vontade de cantar junto, certo? E é mais ou menos esse feito que os participantes do talent show Canta Comigo – gravado no Pavilhão Vera Cruz, em São Bernardo – vão ter de causar nos 100 jurados do programa, comandado por Gugu Liberato. Ele vai ao ar a partir de quarta-feira, às 22h30, na Record, e será semanal.

Funciona da seguinte maneira: o candidato começa a cantar a música escolhida. Se algum dos jurados gostar, pode se levantar e cantar junto com o competidor, que, se for bom, consegue enorme coro. Quanto maior o número de jurados em pé, mais pontos o participante faz na rodada. “O efeito é emocionante”, diz Roberto Seresteiro, que é um dos jurados e, durante muitos anos, morou em Diadema.

Ele diz que ao receber o convite para integrar o corpo julgador não ficou com a expectativa tão alta. “Quando falou que era com um monte de gente, quase desisti porque achei que fosse ser uma loucura. Por fim acabei topando e foi uma experiência maravilhosa, incrível”, analisa. Segundo o músico, os candidatos – escolhidos durante os dez dias de gravação – vão surpreender os espectadores. “Programa de competição de calouros tem sempre muitas emoções. Tem histórias interessantes, candidatos que surpreendem e aqueles que é dolorido eliminar, porque a gente acaba gostando. Mas faz parte.”

A fase de seleção será durante os seis primeiros episódios, depois vem a semifinal (dois episódios). O vencedor vai ser escolhido pelo público na final, em 12 de setembro, e levará para casa R$ 300 mil.

O apresentador, Gugu Liberato, aposta no sucesso que as competições musicais têm feito para conquistar o público. “Esse tipo de programa veio para ficar. Havia a opinião de alguns de que isso era uma pequena onda e que logo iria passar. A história está dizendo exatamente o contrário. As pessoas gostam dos programas de realidade. Talvez elas mesmas se enxerguem nos participantes.” O Canta Comigo é uma versão nacional de All Together Now, formato original da Endemol Shine Group, e está sendo produzido já em vários países do mundo.

Ele confessa que seus sentimentos ficaram mexidos durante a gravação e acredita que isso acontecerá também com o público. “Destaco a participação de uma candidata que me emocionou muito pela história de vida dela: uma faxineira do Samu, querida pelos médicos, que publicam vídeos dela cantando. Fiquei impactado com seu talento.”

O programa se passa em um estúdio, com uma área de 1.400 m², com um gigantesco painel de 150 m², montado no Pavilhão, palco da final, que será transmitida ao vivo. “Senti muita emoção no dia em que entrei pela primeira vez nos estúdios (Vera Cruz), que guardam tanta história. Alí a vibração é toda da arte, tanto daqueles que passaram e fizeram a história do cinema nacional, quanto para os que estão chegando agora. Confesso que nunca havia estado em um estúdio tão grande e majestoso”, analisa o apresentador. Durante os dias de gravação passaram pelo estúdio, entre jurados, candidatos, produção e técnica, cerca de 450 pessoas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;