Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Automóveis

automoveis@dgabc.com.br | 4435-8337


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dicas para os motoristas de transporte escolar

Da Redação, com assessoria

13/07/2018 | 14:18


Algumas escolas brasileiras contam com frotas de vans escolares que garantem o transporte de muitos estudantes. A Continental Pneus defende que os motoristas devem tomar alguns cuidados especiais para oferecer segurança dos passageiros e ainda conservar os pneus do veículo.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

Dicas para conservar os pneus de vans escolares 

Paradas frequentes para embarque e desembarque fazem parte da rotina do transporte escolar. Embora as laterais dos pneus para vans sejam reforçadas, o motorista sempre deve estar atento para evitar impactos contra o meio-fio. Esses choques, quando frenquentes, desgastam o pneu e podem chegar a cortar a sua lateral ou até mesmo romper a lona da estrutura interna, permitindo o surgimento de bolhas.

A calibragem periódica é mais um cuidado que o proprietário da van deve tomar, sempre utilizando a pressão recomendada pelo fabricante. A pressão correta contribui diretamente não só para o aumento da vida útil do pneu, mas gera maior segurança ao rodar. Ela também resulta em economia de combustível, o que é um dos itens de maior importância para quem tem um negócio no segmento de transporte e percorre grandes quilometragens diáriamente.

Um pneu com 3,0 psi (ou libras) de pressão abaixo da recomendada vai aumentar em até 2% o consumo de combustível. Traduzindo em números: uma van que percorre 30 mil km em um ano com calibragem abaixo da recomendada chega a desperdiçar um tanque de 55 litros, sem falar que o pneu ficará vulnerável a buracos e a outros imprevistos das vias que podem comprometer a segurança do veículo.

Outra dica importante é a atenção com o desgaste dos pneus. Por lei, é proibido que um veículo trafegue com um pneu com sulcos com profundidade inferior a 1,6 milímetros ou que tenha atingido seu indicador de desgaste máximo. Nesses casos, há o comprometimento da eficiência nas frenagens em piso seco e, principalmente, em pista molhada.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;