Fechar
Publicidade

Sábado, 16 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Tesouro: BNDES ainda não comunicou postergação na devolução de outros R$ 70 bi



28/06/2018 | 17:21


O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, afirmou nesta quinta-feira, 28, que não há nenhuma comunicação sobre eventual adiamento por parte do BNDES do pagamento dos R$ 70 bilhões restantes esperados para 2018. O banco de fomento tem antecipado esses repasses ao Tesouro Nacional, o que ajuda na redução da dívida pública e também no cumprimento da chamada regra de ouro do Orçamento, que impede a emissão de dívida para pagar despesas correntes.

"Até agora, não há contato formal sobre eventual postergação de devoluções por BNDES", disse Almeida.

O repasse do lucro do Banco Central pode ajudar a cobrir a insuficiência de R$ 102,9 bilhões que ainda existe na regra de ouro.

Mas o secretário ressaltou que, mesmo assim, qualquer recurso que "sobre" no caixa - incluindo devoluções do BNDES - podem ser usado para cumprir a regra de ouro no próximo governo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Tesouro: BNDES ainda não comunicou postergação na devolução de outros R$ 70 bi


28/06/2018 | 17:21


O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, afirmou nesta quinta-feira, 28, que não há nenhuma comunicação sobre eventual adiamento por parte do BNDES do pagamento dos R$ 70 bilhões restantes esperados para 2018. O banco de fomento tem antecipado esses repasses ao Tesouro Nacional, o que ajuda na redução da dívida pública e também no cumprimento da chamada regra de ouro do Orçamento, que impede a emissão de dívida para pagar despesas correntes.

"Até agora, não há contato formal sobre eventual postergação de devoluções por BNDES", disse Almeida.

O repasse do lucro do Banco Central pode ajudar a cobrir a insuficiência de R$ 102,9 bilhões que ainda existe na regra de ouro.

Mas o secretário ressaltou que, mesmo assim, qualquer recurso que "sobre" no caixa - incluindo devoluções do BNDES - podem ser usado para cumprir a regra de ouro no próximo governo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;