Fechar
Publicidade

Domingo, 26 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Casa da Palavra cria projeto focado na produção de conteúdo

Empreitada deve mapear artistas e fomentar universo poético


Caroline Manchini

05/06/2018 | 07:00


Fugir um pouco da rotina e criar ações fora do comum é sempre bom. Pensando nisso, a Secretaria de Cultura de Santo André decidiu colocar em prática, a partir de amanhã, na Casa da Palavra (Praça do Carmo, 171), o projeto Lab.Passarinho. Dentro do programa, caracterizado como permanente e constante, existem duas propostas que prometem trazer inovação, tanto para o público quanto para a classe artística da região. São eles: Registra! Santo André e Registra! Poesia. “A ideia é transformar a Secretaria de Cultura da cidade em produtora de conteúdo, já que, hoje, a maioria das ações consiste na replicação de eventos”, comenta o coordenador do espaço, Miguel de Castro.

Para o Registra! Santo André foi criada conta no aplicativo Instagram (registra_santo andre), onde serão postadas fotos e minibiografias dos agentes culturais da cidade. Além de poetas, produtores, grandes personalidades, artistas plásticos e atores também podem fazer parte da empreitada, que unirá Cultura e tecnologia. Nomes como Jurema Barreto de Souza (poeta), Zhô Bertholini (poeta e artista gráfico) e Plínio Camillo (escritor) já participam do projeto.

Já no Registra! Poesia o artista terá seu poema autoral gravado em áudio, além da foto e minibiografia publicados no site hearthis.app/casadapalavra. “Não queremos trabalhar somente com a poesia literária, buscamos registrar rimas, leituras dramáticas, rinhas, ladainha de capoeira ou até mesmo músicas gravadas em estilo poético”, explica o coordenador.

Apesar de a ação ser focada em Santo André, artistas de outras cidades da região estão livres para participar.
Todo o material será produzido na Casa da Palavra e, para se inscrever, basta encaminhar um e-mail solicitando agendamento para mgcastro@santoandre.sp.gov.br. Cada artista terá cerca de 20 minutos para registrar seus escritos. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Casa da Palavra cria projeto focado na produção de conteúdo

Empreitada deve mapear artistas e fomentar universo poético

Caroline Manchini

05/06/2018 | 07:00


Fugir um pouco da rotina e criar ações fora do comum é sempre bom. Pensando nisso, a Secretaria de Cultura de Santo André decidiu colocar em prática, a partir de amanhã, na Casa da Palavra (Praça do Carmo, 171), o projeto Lab.Passarinho. Dentro do programa, caracterizado como permanente e constante, existem duas propostas que prometem trazer inovação, tanto para o público quanto para a classe artística da região. São eles: Registra! Santo André e Registra! Poesia. “A ideia é transformar a Secretaria de Cultura da cidade em produtora de conteúdo, já que, hoje, a maioria das ações consiste na replicação de eventos”, comenta o coordenador do espaço, Miguel de Castro.

Para o Registra! Santo André foi criada conta no aplicativo Instagram (registra_santo andre), onde serão postadas fotos e minibiografias dos agentes culturais da cidade. Além de poetas, produtores, grandes personalidades, artistas plásticos e atores também podem fazer parte da empreitada, que unirá Cultura e tecnologia. Nomes como Jurema Barreto de Souza (poeta), Zhô Bertholini (poeta e artista gráfico) e Plínio Camillo (escritor) já participam do projeto.

Já no Registra! Poesia o artista terá seu poema autoral gravado em áudio, além da foto e minibiografia publicados no site hearthis.app/casadapalavra. “Não queremos trabalhar somente com a poesia literária, buscamos registrar rimas, leituras dramáticas, rinhas, ladainha de capoeira ou até mesmo músicas gravadas em estilo poético”, explica o coordenador.

Apesar de a ação ser focada em Santo André, artistas de outras cidades da região estão livres para participar.
Todo o material será produzido na Casa da Palavra e, para se inscrever, basta encaminhar um e-mail solicitando agendamento para mgcastro@santoandre.sp.gov.br. Cada artista terá cerca de 20 minutos para registrar seus escritos. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;