Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 14 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Outros animais sofrem maus-tratos


Caroline Ropero
Do Diário do Grande ABC

08/04/2012 | 07:00


Não é somente gato preto que sofre com as lendas e crenças populares. Na Europa, acreditava-se que as corujas também eram bruxas. Amarravam as patas das aves nas árvores para que morressem abandonadas. No Brasil, dizem que são almas de pessoas castigadas por terem sido más.

Para os mais supersticiosos, o morcego traz mau agouro; cruzar com o mamífero voador significa que algo ruim acontecerá. Em alguns países, o corvo é sinal de conflito e morte; dá azar se estiver por perto. Por isso, também é maltratado. A ideia teria surgido porque são animais de hábitos noturnos, assim como os gatos.

O aye-aye (Daubentonia madagascariensis), lêmure que vive apenas na ilha de Madagascar, também é considerado mau pelos habitantes da região. A crendice está ligada à aparência incomum do bicho que tem olhos esbugalhados, rabo longo, pelagem rala, dedos compridos e finos e orelhas grandes. Muita gente acredita que ao aparecer no vilarejo alguém morre. Por isso, o matam com frequência. A prática o colocou na lista internacional de animais ameaçados de extinção. Em pouco tempo, o primata pode desaparecer.

Assim como ocorre com o gato preto, não existe nada que comprove que esses bichos deem azar. Mesmo porque as histórias foram criadas pela imaginação da humanidade.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Outros animais sofrem maus-tratos

Caroline Ropero
Do Diário do Grande ABC

08/04/2012 | 07:00


Não é somente gato preto que sofre com as lendas e crenças populares. Na Europa, acreditava-se que as corujas também eram bruxas. Amarravam as patas das aves nas árvores para que morressem abandonadas. No Brasil, dizem que são almas de pessoas castigadas por terem sido más.

Para os mais supersticiosos, o morcego traz mau agouro; cruzar com o mamífero voador significa que algo ruim acontecerá. Em alguns países, o corvo é sinal de conflito e morte; dá azar se estiver por perto. Por isso, também é maltratado. A ideia teria surgido porque são animais de hábitos noturnos, assim como os gatos.

O aye-aye (Daubentonia madagascariensis), lêmure que vive apenas na ilha de Madagascar, também é considerado mau pelos habitantes da região. A crendice está ligada à aparência incomum do bicho que tem olhos esbugalhados, rabo longo, pelagem rala, dedos compridos e finos e orelhas grandes. Muita gente acredita que ao aparecer no vilarejo alguém morre. Por isso, o matam com frequência. A prática o colocou na lista internacional de animais ameaçados de extinção. Em pouco tempo, o primata pode desaparecer.

Assim como ocorre com o gato preto, não existe nada que comprove que esses bichos deem azar. Mesmo porque as histórias foram criadas pela imaginação da humanidade.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;