Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Auricchio assina contrato com Biovida

Acordo com empresa ocorre 14 meses após administração romper elo com a GreenLine


da Redação

22/05/2018 | 07:00


O prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), assinou ontem o contrato com a empresa Biovida Saúde, que ficará responsável pela oferta de plano de saúde aos servidores do Executivo e do Legislativo – serão, ao todo, 15.170 contemplados, entre ativos e inativos.

O acordo encerra período de 14 meses no qual funcionários públicos de São Caetano ficaram sem convênio médico. Em março de 2017, Auricchio rompeu com a GreenLine, companhia que havia vencido licitação no ano anterior, por suspeita de fraudes no processo de seleção. Desde aquela decisão administrativa, servidores eram destinados a setores específicos de equipamentos públicos.

“Ele custa 50% do valor que encontramos no contrato firmado em 2016 pela gestão anterior. E o Grupo de Assistência à Saúde (que vinha assistindo o funcionalismo público na ausência do convênio médico) exercerá o papel de controle de qualidade do plano de saúde, juntamente com o Sindicato (dos Servidores Públicos e Autárquicos de São Caetano)”, discorreu Auricchio.

A Biovida venceu a concorrência ao cobrar R$ 129 por vida no plano básico individual.

Secretária de Planejamento e Gestão, Silvia de Campos assegurou que as regras da concorrência farão com que a Biovida preste serviço de qualidade ao funcionalismo. “O edital foi bastante exigente e a empresa atendeu a todos os requisitos. Além da assistência médica, a Biovida oferecerá também um programa de medicina preventiva. Esperamos que eles prestem um bom atendimento.”

De acordo com a administração, funcionários públicos com salários de até R$ 2.000 contribuirão com 0,5% do valor salarial bruto. Os servidores que recebem acima dos R$ 2.000 terão de contribuir com 1%. Essa tabela é limitada ao plano básico.

“Esperamos que a Biovida transforme esse convênio em seu cartão de visitas, prestando um serviço de excelência”, comentou o presidente do Sindserv de São Caetano, Miguel Parente Dias. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Auricchio assina contrato com Biovida

Acordo com empresa ocorre 14 meses após administração romper elo com a GreenLine

da Redação

22/05/2018 | 07:00


O prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), assinou ontem o contrato com a empresa Biovida Saúde, que ficará responsável pela oferta de plano de saúde aos servidores do Executivo e do Legislativo – serão, ao todo, 15.170 contemplados, entre ativos e inativos.

O acordo encerra período de 14 meses no qual funcionários públicos de São Caetano ficaram sem convênio médico. Em março de 2017, Auricchio rompeu com a GreenLine, companhia que havia vencido licitação no ano anterior, por suspeita de fraudes no processo de seleção. Desde aquela decisão administrativa, servidores eram destinados a setores específicos de equipamentos públicos.

“Ele custa 50% do valor que encontramos no contrato firmado em 2016 pela gestão anterior. E o Grupo de Assistência à Saúde (que vinha assistindo o funcionalismo público na ausência do convênio médico) exercerá o papel de controle de qualidade do plano de saúde, juntamente com o Sindicato (dos Servidores Públicos e Autárquicos de São Caetano)”, discorreu Auricchio.

A Biovida venceu a concorrência ao cobrar R$ 129 por vida no plano básico individual.

Secretária de Planejamento e Gestão, Silvia de Campos assegurou que as regras da concorrência farão com que a Biovida preste serviço de qualidade ao funcionalismo. “O edital foi bastante exigente e a empresa atendeu a todos os requisitos. Além da assistência médica, a Biovida oferecerá também um programa de medicina preventiva. Esperamos que eles prestem um bom atendimento.”

De acordo com a administração, funcionários públicos com salários de até R$ 2.000 contribuirão com 0,5% do valor salarial bruto. Os servidores que recebem acima dos R$ 2.000 terão de contribuir com 1%. Essa tabela é limitada ao plano básico.

“Esperamos que a Biovida transforme esse convênio em seu cartão de visitas, prestando um serviço de excelência”, comentou o presidente do Sindserv de São Caetano, Miguel Parente Dias. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;