Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 20 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Cataratas: experiência única

Vinicius Castelli/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Sentir a energia das Cataratas do Niágara é algo que deve fazer parte do roteiro


Vinícius Castelli

02/11/2017 | 07:00


De um lado o Canadá. Do outro, os Estados Unidos. E entre os dois países está uma das maiores belezas naturais do planeta. Algumas experiências na vida são únicas e com certeza sentir de perto a força e o encanto das Cataratas do Niágara é uma delas.

Uma vez em Toronto, se possível, vale dedicar um dia da agenda para visitar a famosa queda-d’água que acontece na cidade Niagara Falls (www.niagarafallstourism.com), localizada a cerca de 130 quilômetros de Toronto, de onde partem trens para o destino (www.viarail.ca). Os bilhetes, ida e volta, custam, em média, R$ 140. É possível alugar carro também. As estradas são muito bem sinalizadas.

A força da água, que desagua no Lago Ontário, se vê de longe, com a névoa branca formada por conta da queda. Da calçada onde fica o centro de visitas já se enxerga a beleza. E o melhor é que não se paga para apreciar a maravilhosa vista. A sensação é inexplicável. Separe bons minutos para apreciar esse momento e não se incomode se a emoção vier à tona.

Para quem quiser aventura, é possível fazer passeio de barco. A experiência dura em torno de 20 minutos e leva o visitante ao coração das cataratas, nas bocas das quedas. Os bilhetes custam cerca de R$ 80 (www.niagaracruises.com).

Outra opção é, a partir do centro de visitantes (www.niagaraparks.com), comprar bilhete para explorar os túneis construídos há 130 anos dentro da montanha. A entrada custa, em média, R$ 48. O local disponibiliza capa para evitar a ‘molhadeira’, mas quem não quer se molhar é melhor nem tentar. Para quem não se incomoda, a experiência, batizada Journey Behind the Falls, é inacreditável e vale, sim, a pena.

Uma vez nos túneis, que contêm energia elétrica e são bem sinalizados, além de contar com monitores, é possível alcançar duas vistas das quedas. Uma em área ao lado de uma delas, e outra por uma janela atrás da queda, de onde se vê um grande véu d’água. Impossível não se lembrar do episódio em que o Pica Pau, em desenho animado, desbrava as águas das cataratas em um barril.

Agora, para quem quiser se aventurar, é possível sobrevoar as cataratas de helicóptero. O passeio dura em torno de 20 minutos e parte de local a cerca de 15 minutos do centro de informações. A sensação, mesmo do alto, com as cataratas lá embaixo, é de que elas são muito poderosas. Prepare-se para ver incríveis tons de azul. O bilhete custa, em média, R$ 380.

Além das cataratas, Niagara Falls é cidade que oferece restaurantes, cassinos e até uma torre de observação, a Skylon Tower. Divirta-se.

Niagara-on-the-Lake vale visita rápida
Cidade que parece ser de brinquedo, Niagara-on-the-Lake é local para passar uma tarde, quando se volta para Toronto após visita às Cataratas do Niágara. Situado a cerca de 130 quilômetros da capital de Ontário, o município, escolhido como residência por muitas pessoas que se aposentam após anos na cidade grande, pode e deve ser conhecido a pé.

Com uma rua principal, não tem semáforos e é toda florida, mesmo no outono, atual estação no país. Bucólica, elegante, pequena e repleta de charme, Niagara-on-the-Lake é margeada pelo Lago Ontário, que faz divisa com o Estado de Nova York, nos Estados Unidos.

É dona de parques tranquilos e diversas lojinhas de souvenirs. É possível, também na rua principal, encontrar locais com produtos gourmets produzidos na província como geleias, molhos, mel e queijos.

Entre suas atrações arquitetônicas está o hotel Prince of Wales, em pé desde 1864. Outra visita que vale é a Niagara Apothecary (www.niagaraapothecary.ca). Local que foi a primeira farmácia da América do Norte, hoje é museu e promove viagem ao passado. Para quem quiser aproveitar ainda mais a região, há diversas vinícolas e com passeios guiados. Entre as dicas está a Peller Estates Winery & Restaurant.

O repórter viajou a convite do Turismo de Toronto.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Cataratas: experiência única

Sentir a energia das Cataratas do Niágara é algo que deve fazer parte do roteiro

Vinícius Castelli

02/11/2017 | 07:00


De um lado o Canadá. Do outro, os Estados Unidos. E entre os dois países está uma das maiores belezas naturais do planeta. Algumas experiências na vida são únicas e com certeza sentir de perto a força e o encanto das Cataratas do Niágara é uma delas.

Uma vez em Toronto, se possível, vale dedicar um dia da agenda para visitar a famosa queda-d’água que acontece na cidade Niagara Falls (www.niagarafallstourism.com), localizada a cerca de 130 quilômetros de Toronto, de onde partem trens para o destino (www.viarail.ca). Os bilhetes, ida e volta, custam, em média, R$ 140. É possível alugar carro também. As estradas são muito bem sinalizadas.

A força da água, que desagua no Lago Ontário, se vê de longe, com a névoa branca formada por conta da queda. Da calçada onde fica o centro de visitas já se enxerga a beleza. E o melhor é que não se paga para apreciar a maravilhosa vista. A sensação é inexplicável. Separe bons minutos para apreciar esse momento e não se incomode se a emoção vier à tona.

Para quem quiser aventura, é possível fazer passeio de barco. A experiência dura em torno de 20 minutos e leva o visitante ao coração das cataratas, nas bocas das quedas. Os bilhetes custam cerca de R$ 80 (www.niagaracruises.com).

Outra opção é, a partir do centro de visitantes (www.niagaraparks.com), comprar bilhete para explorar os túneis construídos há 130 anos dentro da montanha. A entrada custa, em média, R$ 48. O local disponibiliza capa para evitar a ‘molhadeira’, mas quem não quer se molhar é melhor nem tentar. Para quem não se incomoda, a experiência, batizada Journey Behind the Falls, é inacreditável e vale, sim, a pena.

Uma vez nos túneis, que contêm energia elétrica e são bem sinalizados, além de contar com monitores, é possível alcançar duas vistas das quedas. Uma em área ao lado de uma delas, e outra por uma janela atrás da queda, de onde se vê um grande véu d’água. Impossível não se lembrar do episódio em que o Pica Pau, em desenho animado, desbrava as águas das cataratas em um barril.

Agora, para quem quiser se aventurar, é possível sobrevoar as cataratas de helicóptero. O passeio dura em torno de 20 minutos e parte de local a cerca de 15 minutos do centro de informações. A sensação, mesmo do alto, com as cataratas lá embaixo, é de que elas são muito poderosas. Prepare-se para ver incríveis tons de azul. O bilhete custa, em média, R$ 380.

Além das cataratas, Niagara Falls é cidade que oferece restaurantes, cassinos e até uma torre de observação, a Skylon Tower. Divirta-se.

Niagara-on-the-Lake vale visita rápida
Cidade que parece ser de brinquedo, Niagara-on-the-Lake é local para passar uma tarde, quando se volta para Toronto após visita às Cataratas do Niágara. Situado a cerca de 130 quilômetros da capital de Ontário, o município, escolhido como residência por muitas pessoas que se aposentam após anos na cidade grande, pode e deve ser conhecido a pé.

Com uma rua principal, não tem semáforos e é toda florida, mesmo no outono, atual estação no país. Bucólica, elegante, pequena e repleta de charme, Niagara-on-the-Lake é margeada pelo Lago Ontário, que faz divisa com o Estado de Nova York, nos Estados Unidos.

É dona de parques tranquilos e diversas lojinhas de souvenirs. É possível, também na rua principal, encontrar locais com produtos gourmets produzidos na província como geleias, molhos, mel e queijos.

Entre suas atrações arquitetônicas está o hotel Prince of Wales, em pé desde 1864. Outra visita que vale é a Niagara Apothecary (www.niagaraapothecary.ca). Local que foi a primeira farmácia da América do Norte, hoje é museu e promove viagem ao passado. Para quem quiser aproveitar ainda mais a região, há diversas vinícolas e com passeios guiados. Entre as dicas está a Peller Estates Winery & Restaurant.

O repórter viajou a convite do Turismo de Toronto.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;