Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 2 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Planejamento financeiro melhora o score de crédito

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Flávia Kurotori
Especial para o Diário

26/06/2017 | 07:00


A Boa Vista SCPC, empresa especializada em informações de crédito, lançou neste mês sistema de consulta on-line gratuita do score de crédito. O consumidor pode acessar o site www.consumidorpositivo.com.br para verificar sua pontuação, que oscila de zero a 1.000. Instituições de empréstimos consultam esses dados para conhecer o risco de inadimplência ao disponibilizar crédito para a pessoa. O Serasa também inaugurou em abril a consulta por meio da página www.serasaconsumidor.com.br/score.

Dentre os motivos que pioram a nota, o principal é a negativação, situação em que o nome da pessoa está ‘sujo’. Porém, também é possível melhorar o score por meio do portal Consumidor Positivo. “A pessoa pode cadastrar suas contas pagas em dia, como de luz e água”, exemplifica o superintendente de serviços ao consumidor da Boa Vista, Pablo Nemirovsky.

A pontuação é baseada em dados dos últimos cinco anos. Ao consultarem as informações, as empresas possuem acesso aos empréstimos anteriores e também aos pagamentos em dia cadastrados pelo consumidor.

Para quem deseja melhorar seu score, a dica é resolver o débito. “Quando notar que não irá conseguir pagar as dívidas, é essencial renegociar com o credor”, aponta o educador financeiro e diretor regional da DSOP Educação Financeira, Edward Claudio Júnior.

Entretanto, ele destaca que, antes de renegociar é imprescindível fazer balanço da situação financeira e buscar saídas para diminuir despesas e aumentar a renda. A partir do momento em que a primeira parcela da dívida for paga, a instituição tem até cinco dias úteis para ‘limpar’ o nome do pagador.

Júnior ressalta que as dívidas não caducam após cinco anos. “Elas deixam de constar na SCPC ou Serasa, mas a empresa credora pode entrar com processo para obter seus valores.” 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;