Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Estevao nega eventual apoio do PMDB à sua cassaçao


Do Diário do Grande ABC

29/11/1999 | 09:54


Ainda na entrevista que concedeu nesta segunda-feira ao programa Bom Dia, Brasil, o senador Luiz Estevao (PMDB-DF) negou que o PMDB tenha afirmado que apoiaria um pedido de cassaçao de seu mandato em virtude das denúncias de que estaria envolvido no superfaturamento das obras do Fórum Trabalhista de Sao Paulo. Reportando-se a uma nota divulgada sobre o assunto na semana passada pela direçao do PMDB, Estevao recordou que o que partido fez foi afirmar que nao fará objeçao a uma investigaçao ou a um processo do Supremo Tribunal Federal.

Na interpretaçao do senador, esta é uma atitude positiva, porque "é uma demonstraçao de transparência e de correçao, porque nem eu quero esse tipo de proteçao entre aspas". Ele afirmou ainda que quer ver tudo esclarecido a seu respeito porque, "na vida pública, a dúvida é um grande malefício que paira sobre o homem público. E eu nao quero dúvidas. Eu nao quero que esse assunto deixe de ser esclarecido em nome da impunidade. Eu quero que ele vá para a Justiça e que, lá, eu tenha a oportunidade de provar à exaustao que nao há nenhum motivo para qualquer acusaçao a minha pessoa.

Cassaçao - Sobre uma pesquisa publicada por um jornal de Brasília segundo a qual 66% dos entrevistados seriam pela cassaçao do seu mandato, Estevao lembrou que foi "o político mais votado de toda a história política do Distrito Federal". Segundo ele, uma pesquisa divulgada neste domingo mostrou que, dos 47% dos que o apoiaram, 20% disseram que deixariam de apoiá-lo nesse processo. "Até que o resultado nao me surpreende, é muito bom", afirmou Estevao, "considerando o momento e o verdadeiro massacre da mídia de Brasília em torno desse assunto". Segundo o senador, "só nos últimos oito meses, foram publicadas 80 milhoes de páginas de jornais sobre esse assunto. Só uma ediçao do Correio Braziliense da semana retrasada continha 13 páginas sobre o mesmo tema".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;