Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 27 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Região acolhe 200 pessoas por noite


Camila Brunelli
Do Diário do Grande ABC

08/07/2011 | 07:03


As cidades do Grande ABC acolhem, em média, 200 moradores de rua durante a noite, segundo as prefeituras da região. A ronda da madrugada, Santo André, por exemplo, aborda de 60 a 80 pessoas. Já São Caetano aborda 15, mas só consegue levar sete ao albergue, porque algumas delas preferem continuar na rua. Mauá, aborda 15 pessoas por noite, em média, e Ribeirão Pires, duas.

São Bernardo não informou, mas explicou como as pessoas podem ajudar, caso vejam moradores nas ruas nas noites de frio intenso. A pessoa pode ligar para os telefones 9467-5103 e 9458-0158 até 23h, quando a equipe de abordagem está nas ruas. Após esse horário, segundo a administração, deverá procurar diretamente o albergue, na Rua dos Vianas, 194, no Centro.

No caso de ajuda a um adulto em situação de rua em Santo André, as ligações devem ser feitas para os telefones 4427-6207, 4432-2182, 8256-5599 ou 8256-1700. O endereço do Centro de Referência Especializado de Assistência Social é Avenida Queiroz dos Santos, 736, no Centro.

Em Mauá, os indivíduos em situação de rua são encaminhados pelos assistentes sociais ou pela GCM. O contato é pelo telefone 153. O endereço do Centro de Recuperação Camille Flamarion é Rua Amaro Branco da Silva, 348, e o telefone da casa é 4516-2783. São Caetano atende pelo número 199 e o endereço para homens é o do Lar Bom repouso, na Alameda Cassaquera, 227, bairro Barcelona. As mulheres podem são atendidas na Casa Espírita Anália Franco, na Alameda São Caetano, 2.402, no bairro Santa Maria.

Diadema não tem equipe de ronda noturna, mas mantém convênio com o Albergue Transitória Casa do Caminho, da Entidade Espírita Luz e Amor, na rua Adamo Zara, 230, no Jardim Rosinha, região central.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;