Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 13 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Falta de quórum adia nova reunião da CPI do Imasf

Encontro iria colher depoimento de presidente do Instituto Acqua, contratado pela autarquia


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

22/11/2016 | 07:00


Mais uma vez reunião da CPI do Imasf (Instituto Municipal de Assistência à Saúde do Funcionalismo) foi adiada por falta de quórum entre os vereadores que compõem o grupo. A audiência de ontem havia sido convocada para ouvir o presidente do Instituto Acqua, Ronaldo Queiroga, a respeito do convênio feito entre a empresa e a autarquia de São Bernardo.

Apenas quatro parlamentares compareceram aos trabalhos pela manhã – Julinho Fuzari (PPS), Pery Cartola (PSDB), Antônio Cabrera (PSB) e José Cloves (PT).

Queiroga foi reconvocado para amanhã, em reunião marcada para depois da sessão, na Câmara. Também será ouvido representante da empresa Galloro & Associados, que fez auditoria nas contas do Imasf – foi relatório da Galloro que apontou existência de rombo de R$ 62 milhões na autarquia, dívida atribuída à gestão de Valdir Miraglia, já destituído das funções.

“Os trabalhos poderiam andar mais rápido, mas estão andando, o que é um avanço. Senti que o governo (de Luiz Marinho, PT) tentou criar obstáculos no depoimento da Glória (Kono, atual mandatária do Imasf), mas tudo tem caminhado. Remarcamos o depoimento do Ronaldo Queiroga e continuaremos apurando”, afirmou Pery, autor do pedido de instalação da CPI. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Falta de quórum adia nova reunião da CPI do Imasf

Encontro iria colher depoimento de presidente do Instituto Acqua, contratado pela autarquia

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

22/11/2016 | 07:00


Mais uma vez reunião da CPI do Imasf (Instituto Municipal de Assistência à Saúde do Funcionalismo) foi adiada por falta de quórum entre os vereadores que compõem o grupo. A audiência de ontem havia sido convocada para ouvir o presidente do Instituto Acqua, Ronaldo Queiroga, a respeito do convênio feito entre a empresa e a autarquia de São Bernardo.

Apenas quatro parlamentares compareceram aos trabalhos pela manhã – Julinho Fuzari (PPS), Pery Cartola (PSDB), Antônio Cabrera (PSB) e José Cloves (PT).

Queiroga foi reconvocado para amanhã, em reunião marcada para depois da sessão, na Câmara. Também será ouvido representante da empresa Galloro & Associados, que fez auditoria nas contas do Imasf – foi relatório da Galloro que apontou existência de rombo de R$ 62 milhões na autarquia, dívida atribuída à gestão de Valdir Miraglia, já destituído das funções.

“Os trabalhos poderiam andar mais rápido, mas estão andando, o que é um avanço. Senti que o governo (de Luiz Marinho, PT) tentou criar obstáculos no depoimento da Glória (Kono, atual mandatária do Imasf), mas tudo tem caminhado. Remarcamos o depoimento do Ronaldo Queiroga e continuaremos apurando”, afirmou Pery, autor do pedido de instalação da CPI. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;