Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

STJ nega habeas a delegado suspeito de ligação com contrabando


Do Diário do Grande ABC

29/12/2003 | 13:24


O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Nilson Naves, negou nesta segunda-feira um pedido de habeas-corpus para o delegado Nicola Romanini, acusado de envolvimento em um esquema de contrabando de cigarros em São Paulo.

O policial está preso desde setembro em São Paulo, após seu nome ser ligado às atividades de Roberto Eleutério, conhecido como Lobão, apontado como o maior contrabandista de cigarros do país. O delegado receberia propina em troca da “segurança” de Lobão.

Uma equipe liderada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado, do Ministério Público, apura o envolvimento de mais de 100 policiais federais, militares e civis, além de juízes e políticos, com o contrabando.

Além de seis policiais acusados de escoltar parentes de Lobão, outros quatro policiais civis tiveram a prisão temporária decretada os investigadores Ivan Raimundi Barbosa, Jean Wagner Cabral, José Norberto dos Santos, além do delegado Romanini.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;