Fechar
Publicidade

Sábado, 16 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Automóveis

automoveis@dgabc.com.br | 4435-8337

Volvo faz no Brasil câmbio automatizado


Wagner Oliveira
Do Diário do Grande ABC

09/02/2011 | 07:15


Uma das marcas que mais cresceram no mercado brasileiro em 2010, a Volvo do Brasil anunciou ontem investimento de R$ 75 milhões na operação brasileira, responsável por atender o mercado nacional e o de toda a América Latina.

De acordo com o presidente da montadora, Roger Alm, R$ 25 milhões serão utilizados para produzir na fábrica de Curitiba (PR) caixas de câmbio automatizadas I-Shift que equipam a linha F de caminhões, além de nacionalizar motores de 11 litros.

Os R$ 50 milhões restantes serão aplicados na construção de centro de logística de peças de reposição também no Paraná.

"Estamos nos preparando para manter o crescimento espetacular que obtivemos em 2010", disse Alm. O executivo também anunciou o início do terceiro turno na fábrica curitibana.

Segundo ele, a Volvo do Brasil faturou R$ 6,8 bilhões no ano passado - a maior receita desde que se instalou aqui, em 1979. "Com isso, o Brasil manteve pelo segundo ano consecutivo a posição de maior mercado mundial de caminhões para a marca."

Foram comercializados no mercado nacional 16,2 mil caminhões pesados e semipesados. Somado ao restante da América Latina, o número sobe para 18,3 mil.

Além de caminhões, a Volvo produz em Curitiba chassi de ônibus, equipamentos de construção, motores a diesel e cabines. Só em ônibus, a empresa vendeu no Brasil 1.400 unidades em 2010.

Com a fabricação em Curitiba, as caixas automatizadas deixam de ser importadas da Suécia. "O câmbio I-Shift tem tido fantástica aceitação no Brasil e demais países da América do Sul. Desde que foi implantado em 2006, equipa atualmente 60% dos caminhões pesados F da marca", disse Nilton Roeder, responsável pela Volvo Powertrain na América do Sul.

Por isso, a tendência é que passe a equipar 90% dos pesados F, utilizados em várias aplicações - do transporte rodoviário ao canavieiro e agrícola. Mais confortáveis e seguras, as caixas automatizadas não precisam do pedal de embreagem.

"Temos certeza que neste ano aumentaremos a venda de caminhões equipados com a caixa automatizada", afirmou Bernardo Fedalto, gerente de caminhões da linha F da Volvo do Brasil. "O transportador é sábio e entender as vantagens deste equipamento (câmbio automatizado), que reduz o custo operacional. A economia de combustível pode chegar até a 5% em relação ao câmbio manual", disse Sérgio Gomes, gerente de planejamento da Volvo do Brasil.

Sem a embreagem, o motorista só usa pedais de aceleração e freio. No modo automático, as marchas são engatadas eletronicamente.

Devido ao grande número de marchas à disposição, o painel do caminhão equipado com o câmbio automatizado possui display no qual o motorista pode se situar durante a condução. No visor, ele monitora a marcha em que está e se prepara para engatar a mais adequada para cada situação.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;