Fechar
Publicidade

Domingo, 9 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Ex-deputado diz que pedido de expulsão foi ‘a mando’

Alvo de processo de expulsão do PSDB por infidelidade partidária, o ex-prefeito de São Bernardo William Dib afirmou, em sua defesa protocolada no partido


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

02/08/2016 | 07:00


Alvo de processo de expulsão do PSDB por infidelidade partidária, o ex-prefeito de São Bernardo William Dib afirmou, em sua defesa protocolada no partido, que a bancada de vereadores – autora do pedido de desfiliação – agiu a “ordem e mando” do deputado estadual Orlando Morando, pré-candidato tucano ao governo em São Bernardo.

“Por não serem titulares da ideia da expulsão, os três vereadores confundem questões de princípio com os interesses eleitorais de um pré-candidato que passou oito anos sem ter formulado uma crítica sequer ao governo do PT em São Bernardo. Obviamente se essa assertiva não fosse verdadeira, os autores da representação trariam junto da peça inaugural desse vergonhoso pedido para a história deles, fatos ou atos, noticias ou entrevista do pré-candidato Orlando Morando, verdadeiro autor do requerimento de expulsão, demonstrando sua prática oposicionista. Mas o que se viu, foi o deputado desfilando com os petistas de Santo André e de São Bernardo ao longo desses oito anos”, pontuou Dib.

A bancada de vereadores quer expulsão de Dib porque, em entrevista ao Diário, o ex-prefeito anunciou que, se não for candidato do PSDB à administração local, vai apoiar o projeto do deputado federal Alex Manente (PPS). 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ex-deputado diz que pedido de expulsão foi ‘a mando’

Alvo de processo de expulsão do PSDB por infidelidade partidária, o ex-prefeito de São Bernardo William Dib afirmou, em sua defesa protocolada no partido

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

02/08/2016 | 07:00


Alvo de processo de expulsão do PSDB por infidelidade partidária, o ex-prefeito de São Bernardo William Dib afirmou, em sua defesa protocolada no partido, que a bancada de vereadores – autora do pedido de desfiliação – agiu a “ordem e mando” do deputado estadual Orlando Morando, pré-candidato tucano ao governo em São Bernardo.

“Por não serem titulares da ideia da expulsão, os três vereadores confundem questões de princípio com os interesses eleitorais de um pré-candidato que passou oito anos sem ter formulado uma crítica sequer ao governo do PT em São Bernardo. Obviamente se essa assertiva não fosse verdadeira, os autores da representação trariam junto da peça inaugural desse vergonhoso pedido para a história deles, fatos ou atos, noticias ou entrevista do pré-candidato Orlando Morando, verdadeiro autor do requerimento de expulsão, demonstrando sua prática oposicionista. Mas o que se viu, foi o deputado desfilando com os petistas de Santo André e de São Bernardo ao longo desses oito anos”, pontuou Dib.

A bancada de vereadores quer expulsão de Dib porque, em entrevista ao Diário, o ex-prefeito anunciou que, se não for candidato do PSDB à administração local, vai apoiar o projeto do deputado federal Alex Manente (PPS). 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;