Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 21 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Turquia: polícia entra em conflito com manifestantes

AP Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


01/05/2013 | 05:51


A polícia de Istambul entrou em conflito com manifestantes que tentavam chegar à praça principal da cidade para marcar o Dia do Trabalhador, apesar de uma proibição do governo.

 

Citando razões de segurança, o governo turco proibiu manifestações na Praça Taksim, em Istambul, que está passando por grandes reformas. Metrôs, ônibus e até mesmo alguns bondes em todo a região do Bósforo foram suspensos para evitar que grandes grupos se reunissem na praça.

 

A polícia usou gás lacrimogêneo para dispersar centenas de manifestantes que tentavam atravessar as barricadas para acessar a praça na quarta-feira.

 

O gabinete do governador de Istambul disse que, pelo menos, dois manifestantes foram presos.

 

Grupos sindicais se comprometeram a comemorar a data em Taksim, que tem valor simbólico. Dezenas de manifestantes foram mortos em 1977, quando atiradores não identificados abriram fogo contra milhares de pessoas na celebração do dia 1º de maio. As informações são da Associated Press.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Turquia: polícia entra em conflito com manifestantes


01/05/2013 | 05:51


A polícia de Istambul entrou em conflito com manifestantes que tentavam chegar à praça principal da cidade para marcar o Dia do Trabalhador, apesar de uma proibição do governo.

 

Citando razões de segurança, o governo turco proibiu manifestações na Praça Taksim, em Istambul, que está passando por grandes reformas. Metrôs, ônibus e até mesmo alguns bondes em todo a região do Bósforo foram suspensos para evitar que grandes grupos se reunissem na praça.

 

A polícia usou gás lacrimogêneo para dispersar centenas de manifestantes que tentavam atravessar as barricadas para acessar a praça na quarta-feira.

 

O gabinete do governador de Istambul disse que, pelo menos, dois manifestantes foram presos.

 

Grupos sindicais se comprometeram a comemorar a data em Taksim, que tem valor simbólico. Dezenas de manifestantes foram mortos em 1977, quando atiradores não identificados abriram fogo contra milhares de pessoas na celebração do dia 1º de maio. As informações são da Associated Press.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;