Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 28 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Pais recebem indenização pela morte de bebê por erro de diagnóstico


Do Diário OnLine

24/10/2006 | 16:47


Um hospital e uma médica pediatra  foram condenados a pagar uma indenização de R$ 40 mil a família de uma criança de um ano que morreu devido a um diagnóstico errado de caxumba, em 1999, em Belo Horizonte (MG).

Segundo o Ministério Público, o diagnóstico foi dado sem a realização de exames. A pediatra constatou a doença apenas com base no inchaço no pescoço do bebê. Dois dias depois, os pais levaram a criança de novo ao hospital, com sintomas agravados. Ele voltou a ser examinado e, confirmado o quadro de caxumba.

No dia seguinte, os pais levaram a criança a outro hospital, onde foi constatado que ele tinha pneumonia com derrame pleural e infecções no organismo. Horas depois, a criança sofreu uma parada cardíaca e não resistiu.

 O hospital afirmou que todos os exames necessários foram realizados. A médica admitiu que pode ter errado, mas lembrou que na segunda visita do bebê ao hospital, outra médica confirmou o diagnóstico inicial.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Pais recebem indenização pela morte de bebê por erro de diagnóstico

Do Diário OnLine

24/10/2006 | 16:47


Um hospital e uma médica pediatra  foram condenados a pagar uma indenização de R$ 40 mil a família de uma criança de um ano que morreu devido a um diagnóstico errado de caxumba, em 1999, em Belo Horizonte (MG).

Segundo o Ministério Público, o diagnóstico foi dado sem a realização de exames. A pediatra constatou a doença apenas com base no inchaço no pescoço do bebê. Dois dias depois, os pais levaram a criança de novo ao hospital, com sintomas agravados. Ele voltou a ser examinado e, confirmado o quadro de caxumba.

No dia seguinte, os pais levaram a criança a outro hospital, onde foi constatado que ele tinha pneumonia com derrame pleural e infecções no organismo. Horas depois, a criança sofreu uma parada cardíaca e não resistiu.

 O hospital afirmou que todos os exames necessários foram realizados. A médica admitiu que pode ter errado, mas lembrou que na segunda visita do bebê ao hospital, outra médica confirmou o diagnóstico inicial.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;