Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 13 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

EUA retomam ofensiva; sete explosões ouvidas em Kabul


Das Agências

18/10/2001 | 02:02


A força aérea americana lançou na madrugada desta quinta novos ataques contra Kabul, onde aconteceu um incêndio perto do aeroporto e pelo menos sete explosões foram ouvidas, informou o correspondente da AFP na capital afegã. "Um incêndio de grandes proporções foi registrado no aeroporto", disse o correspondente, após o segundo ataque da noite.

O terceiro ataque, que ocorreu ao amanhecer de quinta-feira, apontou contra um quartel do distrito de Macroryan, leste da cidade. Apenas uma explosão, muito violenta, foi ouvida. A explosão "quebrou os vidros de várias casas no bairro de Wazir Akbar Jan", ao norte da capital, explicou o correspondente.

O ruído dos aviões deste último ataque foi diferente do dos outros ataques da noite. Pela primeira vez o avião AC-130 entrou em ação. Esse modelo dispõe de uma enorme potência de fogo. "Vimos o que parecia um avião de transporte muito grande que avançava com lentidão. Sentimos explosões enormes", contou um habitante.

Um primeiro bombardeio, que ativou a defesa antiaérea dos talibãs, aconteceu às 2h30 locais (20h de Brasília).

Os aviões lançaram pelo menos quatro bombas e duas caíram perto da cidade, nas colinas do sudeste, informou o correspondente.

Os talibãs contam com baterias antiaéreas nas colinas Maranjan, ao sul da capital.

Depois de algumas horas, houve um novo ataque e outras três explosões foram ouvidas perto da cidade, segundo o correspondente. "Alguns tiros da defesa antiaérea acompanharam este novo ataque", acrescentou.

Esta é a 11ª noite consecutiva de bombardeios no Afeganistão desde o início da campanha lançada por Estados Unidos e Grã-Bretanha, no dia 7 de outubro, em represália aos atentados de 11 de setembro em Nova York e Washington.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

EUA retomam ofensiva; sete explosões ouvidas em Kabul

Das Agências

18/10/2001 | 02:02


A força aérea americana lançou na madrugada desta quinta novos ataques contra Kabul, onde aconteceu um incêndio perto do aeroporto e pelo menos sete explosões foram ouvidas, informou o correspondente da AFP na capital afegã. "Um incêndio de grandes proporções foi registrado no aeroporto", disse o correspondente, após o segundo ataque da noite.

O terceiro ataque, que ocorreu ao amanhecer de quinta-feira, apontou contra um quartel do distrito de Macroryan, leste da cidade. Apenas uma explosão, muito violenta, foi ouvida. A explosão "quebrou os vidros de várias casas no bairro de Wazir Akbar Jan", ao norte da capital, explicou o correspondente.

O ruído dos aviões deste último ataque foi diferente do dos outros ataques da noite. Pela primeira vez o avião AC-130 entrou em ação. Esse modelo dispõe de uma enorme potência de fogo. "Vimos o que parecia um avião de transporte muito grande que avançava com lentidão. Sentimos explosões enormes", contou um habitante.

Um primeiro bombardeio, que ativou a defesa antiaérea dos talibãs, aconteceu às 2h30 locais (20h de Brasília).

Os aviões lançaram pelo menos quatro bombas e duas caíram perto da cidade, nas colinas do sudeste, informou o correspondente.

Os talibãs contam com baterias antiaéreas nas colinas Maranjan, ao sul da capital.

Depois de algumas horas, houve um novo ataque e outras três explosões foram ouvidas perto da cidade, segundo o correspondente. "Alguns tiros da defesa antiaérea acompanharam este novo ataque", acrescentou.

Esta é a 11ª noite consecutiva de bombardeios no Afeganistão desde o início da campanha lançada por Estados Unidos e Grã-Bretanha, no dia 7 de outubro, em represália aos atentados de 11 de setembro em Nova York e Washington.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;