Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

dmais@dgabc.com.br | 4435-8396

Braços abertos para os eSports

Divulgação  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Sucesso da final do Campeonato Brasileiro de ‘League of Legends’ celebra a era digital


Luís Felipe Soares

16/08/2015 | 07:00


Em meio a contagem regressiva de pouco mais de um ano para o começo dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, um estádio foi tomado por apreciadores de um esporte ainda considerado pouco convencional. A modalidade contou com atletas preparados, mas atividade física praticamente nula. Todas as ações estavam nos computadores. No dia 8, o Allianz Parque, o estádio do Palmeiras, em São Paulo, recebeu a final da segunda etapa do Campeonato Brasileiro de League of Legends, evento também conhecido como CBLoL. A era dos eSports (esportes eletrônicos) se confirma cada vez mais, atingindo um público de 134 milhões de espectadores e movimentando mercado de US$ 612 milhões, segundo dados de pesquisa do instituto norte-americano SuperData.

O embate entre as equipes paiN Gaming e INTZ foi visto ao vivo por 12 mil pessoas, sem contar quem assistiu em salas de cinemas espalhadas pelo País e na exibição via streaming na internet. Além da partida, o dia foi marcado por fãs vestidos como figuras típicas do jogo e show da banda de rock Pentakill, com repertório que presta homenagem aos campeões de Moba (Multiplayer On-line Battle Arena). Foi a primeira vez que uma final ocorreu em um local tão grande – cerca de metade do estádio foi aberta ao público.

Se o local está acostumado a ser agitado por gols, a vibração do fim de semana passado foi resultado de lutas que envolveram golpes e feitiços durante quase quatro horas. Os rapazes da paiN Gaming venceram por 3 partidas a 0 e levaram para casa prêmio de R$ 60 mil. A INTZ ficou com o valor de R$ 30 mil pelo segundo lugar. Muita tensão e estratégia marcaram os confrontos pelo mapa, incluindo algumas viradas em cima de avanços dos adversários. Entre os destaques da tarde estiveram as ótimas performances dos campeões Matheus ‘Mylon’ Borges (Top Laner) e Felipe ‘brTT’ Gonçalves (AD Carry). A paiN Gaming já havia ganho o CBLoL na edição de 2013.

Agora, os campeões locais participarão de competição que inclui os melhores times da América Latina e da CEI (Comunidade dos Estados Independentes), esta última formada por países da antiga União Soviética, casos de Rússia e Casaquistão. O ganhador terá oportunidade de mostrar talento no Campeonato Mundial de League of Legends, cuja final está marcada para 31 de outubro, em Berlim, na Alemanha. Muitas horas de treino na frente dos computadores esperam os cyber atletas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;