Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 21 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Advogado nega participação de Gaino


Flávia Braz
Do Diário do Grande ABC

07/09/2007 | 07:09


“Meu cliente nunca participou das licitações”. A afirmação é de José Luiz Toloza, advogado de defesa do engenheiro José Gaino, acusado de ser o principal gerente de um suposto esquema de corrupção durante as administrações de Luiz Olinto Tortorello.

As acusações partiram do empresário Antônio José Cressoni que garante ter tido de repassar até 25% do pagamento de obras executadas para a municipalidade a um Fundo de Reservas.

Comissão instaurada na Prefeitura a pedido do atual prefeito José Auricchio Júnior (PTB) para apurar as denúncias constatou a existência de fraudes em grande parte dos certames.

Nos processos analisados, a sindicância detectou que as duas empresas do empreiteiro – Empreiteira Cressoni e Construtora Cressoni – disputavam entre si as obras públicas.

Os procedimentos trazem a assinatura de integrantes da antiga administração. Entre eles, José Gaino, então funcionário da Pasta de Obras.

O advogado do engenheiro, porém, garante que seu cliente não participava dos certames. “A função dele era outra. Ele nunca participou da Comissão de Licitação. A assinatura está lá por expediente, que não é do processo licitatório”.

Toloza diz ainda desconhecer a comissão instaurada há cerca de um mês pelo Executivo. “Não posso opinar sem ter conhecimento do que tem nesse relatório. Não posso me antecipar. Queremos ter mais ciência desse outro expediente para poder dar uma informação concreta”, afirma.

MP - O promotor criminal Roberto Wider, do Gaerco (Grupo de Atuação Especial Regional para Prevenção e Repressão ao Crime Organizado) afirmou que a concorrência dupla de Cressoni caracteriza fraude nos processos. Wider entrou de férias quinta-feira. A promotora Adriana Ribeiro Soares de Morais assume as investigações pelos próximos 30 dias.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;