Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Apoio a Filippi causa demissao de diretora em Diadema


Karen Camacho
Da Redaçao

26/10/2000 | 00:17


A diretora do Departamento de Cultura de Diadema, Marta de Betânia Juliano, foi exonerada nesta terça no final da tarde por declarar apoio ao candidato José de Filippi Jr. (PT), que vai disputar o segundo turno com José Augusto da Silva Ramos (PPS). A ordem foi do prefeito Gilson Menezes (PSB), alegando que Betânia fazia campanha para Filippi em horário de expediente.

Embora Gilson nao tenha declarado oficialmente apoio a nenhum dos dois candidatos e o PSB tenha liberado a militância, o líder do prefeito na Câmara, José Zito da Silva, já optou por apoiar José Augusto com o seu consentimento. (leia reportagem abaixo). Esse fato, junto com a demissao de Betânia, pode ser a sinalizaçao da preferência de Gilson por José Augusto.

Betânia é filiada ao PSB há cinco anos e trabalha em Diadema desde setembro de 1997.

"As coisas poderiam se dar de outra forma, mas os cargos pertencem ao prefeito. Nao fui para Diadema por cargo, mas pela perspectiva de trabalho", disse Betânia.

Gilson confirmou que a exoneraçao foi provocada pela posiçao da diretora. "Agora ela vai ter mais tempo para apoiar o Filippi", disse.

"Nós acreditávamos no Gilson, mas perdemos a eleiçao. Sempre fui de muita lealdade e acredito que o projeto de cultura que conseguimos realizar foi por mérito do Gilson, que bancou os programas", disse a ex-diretora.

Para justificar sua decisao, Gilson disse que ela estaria fazendo campanha para o petista durante o expediente. "Ela estava trabalhando para ele, fazendo reunioes em horário de trabalho."

Betânia preferiu nao comentar a declaraçao do prefeito. "Mas eu posso garantir que jamais me ausentei do meu trabalho e isso é perfeitamente diagnosticável no Departamento."

Gilson disse que faria o mesmo com qualquer outro comissionado. "Um comissionado, se está fazendo campanha para outro candidato, é porque nao está confiando na minha luta. Nao gosta de mim, entao vai para rua."

O prefeito nao se conforma com os resultados das eleiçoes, que o colocou em terceiro lugar com 24,40% dos votos. Gilson chegou a fazer greve de fome, que teve início às 8h da última quinta-feira e foi interrompida às 13h30 de sábado. Até hoje, o prefeito acredita que houve fraude nas urnas eletrônicas.

Filippi disse ontem que nao concorda com a posiçao do prefeito e que nao conhece pessoalmente a ex-diretora. "Essa atitude é lamentável, até porque uma das áreas que ouço elogios nas ruas é a de cultura e acho que a diretora estava fazendo um bom trabalho, que duraria até dezembro, quando termina o mandato do prefeito."

Julio Tavares, coordenador da campanha de Filippi, disse que Betânia nunca participou de qualquer reuniao ou atividade do PT, mesmo fora do horário de trabalho.

Antes de trabalhar em Diadema, Betânia era chefe de gabinete do deputado estadual César Callegari (PSB). "Quem perde mais é a administraçao dele (Gilson) porque a Betânia estava indo bem", disse.

O deputado declarou apoio a Filippi e deve estar hoje no último comício do petista.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;