Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 25 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Vozes do novo Sítio do Picapau Amarelo

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Bruna Gonçalves
Do Diário do Grande ABC

08/01/2012 | 07:00


Por trás dos personagens da animação do Sítio do Picapau Amarelo - que acabou de estrear na TV Globo - estão as vozes de Isabella Guarnieri, 11 anos, Larissa Manoela, 11, e Vini Takahashi, 14. A turma dá vida à Emília, Narizinho e Pedrinho.

Os três já se conheciam, mas ficaram mais amigos após a experiência. E mesmo se divertindo nas gravações, com direito a guloseimas nos intervalos, garantem que levaram o trabalho super a sério. O legal é que tiveram liberdade para criar as vozes; não precisaram apenas ler o texto e adaptá-lo ao movimento da boca dos desenhos.

Para interpretar Emília, Isabella se dedicou bastante. "Estudei para pegar o jeito dela. O que mais gostei foram as expressões e as reações da personagem", diz a menina, que já tinha lido obras de Monteiro Lobato.

Ao gravar a voz da Narizinho, Larissa se imaginava no sítio. "Assistir às reprises (do seriado com atores de verdade) na televisão me ajudou bastante a criá-la", afirma a garota, que se considera parecida com a neta de Dona Benta. "Ela é delicada e engraçadinha."

Vini sentiu-se muito feliz em fazer Pedrinho. Ficou até emocionado ao escutar sua voz na animação pela primeira vez. "É o meu personagem preferido. Me identifico bastante porque também gosto de aventuras."

Ficou curioso em conferir o trabalho dessa galera? O Sítio do Picapau Amarelo é exibido aos sábados pela manhã, após a TV Globinho.

 

Saiba mais sobre a turma

Vini Takahashi, 14 anos, começou a fazer teatro aos 7. Participou de várias peças até que a professora disse que tinha talento com a voz. Fez curso de dublagem e, desde os 12, trabalha com isso. "O mais difícil é sincronizar a fala com a boca do personagem", diz o garoto, que empresta a voz ao Luke, da série Jessie, do Disney Channel. Segundo Vini, a dublagem o ajudou a ter mais concentração e disciplina na escola.

 

Larissa Manoela, 11 anos, começou como modelo aos 5. Dois anos depois, mudou-se do Paraná para atuar em uma série de TV, em São Paulo. Participou de peças, musicais e filmes, como O Palhaço. Agora, dedica-se às gravações das novelas Corações Feridos, que estreia neste mês no SBT, e Carrossel, prevista para maio no mesmo canal. Larissa viverá Maria Joaquina. "Não sou de esnobar e ter preconceito como a personagem."

 

Isabella Guarnieri, 11 anos, é filha do dublador Tatá Guarnieri, dono das vozes de Chaves, Pateta, entre outros personagens famosos. A menina começou como modelo; aos 9 anos passou a dublar. Entre seus trabalhos estão as falas de Zuri, da série Jessie, e Anita, de Super T, do Disney Channel. Isa já ficou rouca ao ter de gritar em uma cena. Para cuidar da voz, bebe bastante água. As amigas gostam do que faz. "Muitas quiseram fazer dublagem também."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vozes do novo Sítio do Picapau Amarelo

Bruna Gonçalves
Do Diário do Grande ABC

08/01/2012 | 07:00


Por trás dos personagens da animação do Sítio do Picapau Amarelo - que acabou de estrear na TV Globo - estão as vozes de Isabella Guarnieri, 11 anos, Larissa Manoela, 11, e Vini Takahashi, 14. A turma dá vida à Emília, Narizinho e Pedrinho.

Os três já se conheciam, mas ficaram mais amigos após a experiência. E mesmo se divertindo nas gravações, com direito a guloseimas nos intervalos, garantem que levaram o trabalho super a sério. O legal é que tiveram liberdade para criar as vozes; não precisaram apenas ler o texto e adaptá-lo ao movimento da boca dos desenhos.

Para interpretar Emília, Isabella se dedicou bastante. "Estudei para pegar o jeito dela. O que mais gostei foram as expressões e as reações da personagem", diz a menina, que já tinha lido obras de Monteiro Lobato.

Ao gravar a voz da Narizinho, Larissa se imaginava no sítio. "Assistir às reprises (do seriado com atores de verdade) na televisão me ajudou bastante a criá-la", afirma a garota, que se considera parecida com a neta de Dona Benta. "Ela é delicada e engraçadinha."

Vini sentiu-se muito feliz em fazer Pedrinho. Ficou até emocionado ao escutar sua voz na animação pela primeira vez. "É o meu personagem preferido. Me identifico bastante porque também gosto de aventuras."

Ficou curioso em conferir o trabalho dessa galera? O Sítio do Picapau Amarelo é exibido aos sábados pela manhã, após a TV Globinho.

 

Saiba mais sobre a turma

Vini Takahashi, 14 anos, começou a fazer teatro aos 7. Participou de várias peças até que a professora disse que tinha talento com a voz. Fez curso de dublagem e, desde os 12, trabalha com isso. "O mais difícil é sincronizar a fala com a boca do personagem", diz o garoto, que empresta a voz ao Luke, da série Jessie, do Disney Channel. Segundo Vini, a dublagem o ajudou a ter mais concentração e disciplina na escola.

 

Larissa Manoela, 11 anos, começou como modelo aos 5. Dois anos depois, mudou-se do Paraná para atuar em uma série de TV, em São Paulo. Participou de peças, musicais e filmes, como O Palhaço. Agora, dedica-se às gravações das novelas Corações Feridos, que estreia neste mês no SBT, e Carrossel, prevista para maio no mesmo canal. Larissa viverá Maria Joaquina. "Não sou de esnobar e ter preconceito como a personagem."

 

Isabella Guarnieri, 11 anos, é filha do dublador Tatá Guarnieri, dono das vozes de Chaves, Pateta, entre outros personagens famosos. A menina começou como modelo; aos 9 anos passou a dublar. Entre seus trabalhos estão as falas de Zuri, da série Jessie, e Anita, de Super T, do Disney Channel. Isa já ficou rouca ao ter de gritar em uma cena. Para cuidar da voz, bebe bastante água. As amigas gostam do que faz. "Muitas quiseram fazer dublagem também."

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;