Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Nico Rosberg confirma pole e vence com folga na Espanha

Piloto alemão bateu o companheiro de Mercedes, Lewis Hamilton, pela primeira vez no ano


Felipe Simões
Do Diário do Grande ABC

11/05/2015 | 07:00


Como se diz no futebol, o campeonato mundial de Fórmula 1 vai dar jogo a partir de agora. Isso porque, ontem, o alemão Nico Rosberg finalmente mostrou as garras para o inglês Lewis Hamilton, seu companheiro de Mercedes, e venceu o GP da Espanha, em Barcelona, sem ser ameaçado na ponta pelo adversário, que terminou em segundo. Agora, a distância do germânico para o britânico caiu para 20 pontos – 111 a 91. Sebastian Vettel, da Ferrari, completou o pódio, e também é o terceiro na competição.

Com o resultado, os pilotos da Mercedes igualaram marca histórica da dupla Ayrton Senna e Alain Prost de 14 dobradinhas por uma mesma equipe em provas da principal categoria do automobilismo mundial. Em 1988 e 1989, o brasileiro e o francês eram companheiros de McLaren, e Senna ficou 11 vezes à frente de Prost. Hoje, Hamilton leva vantagem sobre Rosberg, com dez vitórias, contra quatro do alemão.

Apesar da desvantagem em relação ao companheiro de equipe, Rosberg festejou o fim de semana “perfeito” com pole position e vitória.

“Foi um fim de semana perfeito. É muito bom vencer uma corrida como essa. Estou muito feliz. Queria agradecer ao time, o carro estava incrível”, festejou o alemão.

Já os brasileiros precisaram fazer corrida de recuperação. Na Williams, Massa, que largou em nono, terminou em sexto, enquanto a Sauber de Nasr saiu em 15º e chegou em 12º.

A próxima prova do mundial de Fórmula 1 ocorre dia 24, no charmoso circuito de Mônaco.

Em sexto, Massa se diz satisfeito

O brasileiro Felipe Massa, da Williams, ficou satisfeito com a sexta colocação no GP da Espanha. Depois de largar na nona posição, ele elogiou a estratégia adotada para a corrida em Barcelona.

“Foi uma boa corrida. Na largada, um carro me espremeu e fui para grama. Mas a corrida foi boa, consegui recuperar posições perdidas. Fiz a estratégia certa para minha corrida, tentando não distanciar das Ferraris”, avaliou o brasileiro, que terminou atrás dos dois carros da escuderia italiana – Vettel foi o terceiro, e Raikkonen, o quinto.

Já o outro brasileiro da Fórmula 1 ficou conformado com a 12ª posição. Lamentando as limitações do carro, Felipe Nasr, da Sauber, pediu um veículo melhor para as próximas corridas.

“Fiz minha parte com o que tinha no carro. As paradas foram importantíssimas para ganhar posições. Precisamos melhorar o ritmo, principalmente com os pneus duros. Hoje (ontem) não tinha como fazer nada”, comentou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;