Fechar
Publicidade

Domingo, 28 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Santos vacila, empata com o Maringá e não elimina a volta

Equipes ficam nos 2 a 2 no Paraná e terão reencontro para decidir vaga na Copa do Brasil


Thiago Bassan

07/05/2015 | 00:35


A ressaca pelo título do Campeonato Paulista atingiu em cheio o Santos. Longe de seu melhor futebol e com a equipe totalmente reserva em campo, o Peixe sofreu para empatar com o Maringá por 2 a 2, ontem à noite, no Estádio Willie Davis, em Maringá, no Paraná, no jogo de ida da segunda fase da Copa do Brasil. 

O resultado obriga a realização do confronto de volta, marcado para o dia 14, na Vila Belmiro. Como fez dois gols no campo do adversário, o Santos pode empatar por 0 a 0 ou 1 a 1 que fica com a vaga. 

Em seu primeiro jogo após a conquista do Estadual,o Santos levou susto logo no começo da partida. Aos três minutos, após cobrança de falta, Barcos cabeceou e marcou para o Maringá. Mas o juiz corretamente assinalou impedimento. Apesar da lamentação, os paranaenses conseguiram dominar o Peixe nos minutos iniciais, principalmente nas jogadas pelo lado direito. 

Mas quando resolveu atacar o adversário, o Santos foi mais eficaz. Aos poucos, a equipe do técnico Marcelo Fernandes passou a se soltar em campo. E aos 24 conseguiu o gol justamente com dois dos jogadores mais importantes em campo. Cicinho lançou e Elano, de cabeça, completou para abrir o placar: 1 a 0. 

Mesmo atrás, o time paranaense acreditava em seu futebol e seguiu ameaçando o Peixe. Aos 30, a trave impediu o empate. Antes do fim da primeira etapa, Eurico, aos 39, desviou, e a zaga salvou gol certo, quase em cima da linha.

Veio o segundo tempo e o Santos, enfim, resolveu atacar para encerrar com qualquer tentativa do Maringá de trazer o jogo da volta para São Paulo. No primeiro minuto, o goleiro Ednaldo salvou os donos da casa. Mas aos nove minutos, Marquinhos Gabriel desviou e marcou o segundo dos santistas. 

A necessidade de tentar pelo menos um gol bateu à porta do Maringá. E o time tentava de todas as maneiras possíveis balançar as redes do Peixe. Apesar do esforço, era evidente a diferença técnica entre as equipes. 

Assim, o time da casa não conseguia furar o bloqueio santista e o jogo transcorria para um final feliz para os paulistas. 

A aposta do Maringá passou a ser nas bolas aéreas. Porém, o miolo de zaga santista, apesar de desentrosado, já que pouco jog</CW><CW-30>ou no Paulistão, demonstrava extrema confiança e antecipação nas jogadas. 

Só que de tanto insistir, o Maringá conseguiu diminuir. Aos 36, Fabiano aproveitou o rebote e, de letra, marcou: 2 a 1. A superação tomou conta da equipe paranaense e o time conseguiu o empate aos 46, com Rodrigo Dantas, que cabeceou para o fundo da rede. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;