Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Livros, um poema e rosas num dia especial


Ademir Medici

01/05/2015 | 07:00


Neste Dia do Trabalho e do Trabalhador, listamos três intelectuais importantes: José Luiz Del Roio, Nicolau Assef e Milton Saldanha.

Del Roio é autor do livro cuja capa abre a página de hoje; Nicolau Assef é o médico de Ribeirão Pires que nos deixou recentemente, aos 90 anos; Milton Saldanha, jornalista (ex-Diário), é quem nos traz a notícia de que iniciou a organização de um livro sobre a obra, carreira e história de vida do Dr. Nicolau Assef.

Vamos aos fatos.

1º DE MAIO

José Luiz Del Roio escreveu 1º de maio, cem anos de luta, 1886-1986, diretamente de Milão, Itália.

Um livro belíssimo, ilustrado com folders e capas de jornais alusivos ao trabalhador brasileiro.

Quando a obra foi editada, o 1º de Maio era ainda uma data sem os sorteios, shows e oba-oba de hoje em dia, e sim de maior reflexão por parte das lideranças sindicais.

Aleatoriamente, vamos a 1915, tempo do conflito mundial. Del Roio assinala:

- É nessa crise que encontramos um dos pontos mais altos do sindicalismo revolucionário brasileiro, que lutara contra a maré guerreira desde o primeiro momento, marcando nitidamente suas posições antibelicistas.

- Não poderia, portanto, deixar de ser esse o tema central do 1º de Maio de 1915: “Abaixo a guerra, queremos a paz.”

NOVO LIVRO

Já Milton Saldanha, neste 2015, nos conta, entusiasta que é:

Em primeira mão, informo que o livro sobre o Dr. Nicolau Assef será produzido. A familia recebeu a ideia, que é da Neusa Ferreira, última mulher dele, com entusiasmo. Ela conversou nesta quarta com eles.

- O livro não terá texto corrido. Serão temas variados, como crônicas, para ficar agradável e mais interessante.

- Estou de posse de valioso material recolhido por uma moça nos arquivos do antigo Dops, um dossiê sobre as atividades políticas do Nicolau no Grande ABC. Material de informantes infiltrados. Tem coisa cômica e também interessante.

- Conversar com o Walter Gallo (pesquisador da Memória e amigo de Nicolau Assef), é muito importante. Vou ouvir também o Reolando Silveira, último comunista vivo que participou com ele do PCB de Santo André. Deve ter boas histórias para contar. Ah, tem também a dona Hilda Bernardes.

NOTA DA MEMÓRIA

Vibramos com o Milton e, de antemão, sabemos que virá coisa boa por aí. A Memória do Grande ABC só pode dizer: muito obrigado.

POESIA

O poema que se segue é do livro de Nicolau Assef, Eterna Busca, editado em 2002. Com ele saudamos este 1º de Maio de tanta história e, hoje, de tantas incertezas.

O Escultor

Autor: Dr. Nicolau Assef

Por tristes rumos caminha este escultor.

Na matéria amorfa esculpe a sua arte

com sensibilidade, destreza e ardor.

Pronta, alguém deseja, lhe arrebata e parte.

Foste dentre todas, a minha obra prima.

Te moldei para a vida e para o amor.

Te fiz mulher. Como outras obras de estima

levarão para em outras plagas te expor.

Se a bondade um dia atender aos meus ensejos

de deixarem-te, e eu gozar desta mercê,

louco de desejos e coberta de beijos,

te levarei de volta ao meu ateliê.

Em 1º de maio de...

1500 – De Porto Seguro, Pero Vaz Caminha, o escrevente da armada de Pedro Álvares Cabral, escreve a el-rei dom Manuel de Portugal participando-lhe a descoberta (oficial) do Brasil.

1914 – Fundado o São Caetano Esporte Clube.

1915 – Circula, em Santo André, o número 1 do semanário O Liberal.

- Do Brás e do Largo do Piques caravanas de operários seguem ao Largo da Sé. São 400 os participantes. Eles votam moção apresentada pela comissão internacional contra a greve.

- A guerra. Do noticiário do Estadão: ‘Chegada de uma delegação irlandesa a Paris’.

1940 – Fundado o Eldorado FC, em Diadema.

- Criado o salário mínimo no Brasil.

1945 – Inaugurada a nova sede do Círculo Operário de Santo André.

1950 – Fundada a Sociedade Amigos de Eldorado, a primeira de Diadema.

- Fundado o EC Palmeirinha, da Vila do Tanque, em São Bernardo.

1955 – Inaugurado no cemitério da Vila Euclides, em São Bernardo, um mausoléu em memória aos trabalhadores moveleiros e têxteis da cidade.

- Inaugurada a capela de Nossa Senhora Aparecida, no Parque Novo Oratório, Santo André, com a realização da primeira festa em louvor à padroeira.

1960 – Fundado, em São Bernardo, o Dulcora Clube.

1970 – Grupo de médicos inaugura o Hospital Brasil, em Santo André.

2005 – Banespa/São Bernardo sagra-se campeão da Superliga Masculina de Vôlei.

Diário há 30 anos

Quarta-feira, 1º de maio de 1985 – ano 27, nº 5814

Manchete – Sarney anuncia novo salário mínimo: Cr$ 333.120

Movimento Sindical – Grevistas desocupam GM sem intervenção policial.

São Caetano – Prefeitura paga 1,7 bilhão de cruzeiros em requisitórios.

Mauá – Prefeito Leonel Damo inaugura hoje o Viaduto da Esperança, interligando Vila Mercedes ao Parque das Américas, numa extensão de 35 metros sobre a linha férrea. “Esperança” para lembrar Tancredo Neves, que estava vivo quando o nome foi escolhido e representava uma grande esperança ao povo brasileiro.

Editorial – Fora da Constituinte, tudo cheira a golpe

Santos do dia

- São José Operário. Na ilustração, o logotipo do jornal editado pela Paróquia São José Operário, de Vila Bastos, em Santo André, obra de Tarciso Cataneo. O número 1 foi publicado em 1-9-1997.

- Andéolo

- Grata

Hoje

- Dia Internacional do Trabalhador e do Trabalho. Ou: Festa Nacionale del Lavoro, como dizem os italianos.

- Dia da Literatura

- Dia do Diácono 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Livros, um poema e rosas num dia especial

Ademir Medici

01/05/2015 | 07:00


Neste Dia do Trabalho e do Trabalhador, listamos três intelectuais importantes: José Luiz Del Roio, Nicolau Assef e Milton Saldanha.

Del Roio é autor do livro cuja capa abre a página de hoje; Nicolau Assef é o médico de Ribeirão Pires que nos deixou recentemente, aos 90 anos; Milton Saldanha, jornalista (ex-Diário), é quem nos traz a notícia de que iniciou a organização de um livro sobre a obra, carreira e história de vida do Dr. Nicolau Assef.

Vamos aos fatos.

1º DE MAIO

José Luiz Del Roio escreveu 1º de maio, cem anos de luta, 1886-1986, diretamente de Milão, Itália.

Um livro belíssimo, ilustrado com folders e capas de jornais alusivos ao trabalhador brasileiro.

Quando a obra foi editada, o 1º de Maio era ainda uma data sem os sorteios, shows e oba-oba de hoje em dia, e sim de maior reflexão por parte das lideranças sindicais.

Aleatoriamente, vamos a 1915, tempo do conflito mundial. Del Roio assinala:

- É nessa crise que encontramos um dos pontos mais altos do sindicalismo revolucionário brasileiro, que lutara contra a maré guerreira desde o primeiro momento, marcando nitidamente suas posições antibelicistas.

- Não poderia, portanto, deixar de ser esse o tema central do 1º de Maio de 1915: “Abaixo a guerra, queremos a paz.”

NOVO LIVRO

Já Milton Saldanha, neste 2015, nos conta, entusiasta que é:

Em primeira mão, informo que o livro sobre o Dr. Nicolau Assef será produzido. A familia recebeu a ideia, que é da Neusa Ferreira, última mulher dele, com entusiasmo. Ela conversou nesta quarta com eles.

- O livro não terá texto corrido. Serão temas variados, como crônicas, para ficar agradável e mais interessante.

- Estou de posse de valioso material recolhido por uma moça nos arquivos do antigo Dops, um dossiê sobre as atividades políticas do Nicolau no Grande ABC. Material de informantes infiltrados. Tem coisa cômica e também interessante.

- Conversar com o Walter Gallo (pesquisador da Memória e amigo de Nicolau Assef), é muito importante. Vou ouvir também o Reolando Silveira, último comunista vivo que participou com ele do PCB de Santo André. Deve ter boas histórias para contar. Ah, tem também a dona Hilda Bernardes.

NOTA DA MEMÓRIA

Vibramos com o Milton e, de antemão, sabemos que virá coisa boa por aí. A Memória do Grande ABC só pode dizer: muito obrigado.

POESIA

O poema que se segue é do livro de Nicolau Assef, Eterna Busca, editado em 2002. Com ele saudamos este 1º de Maio de tanta história e, hoje, de tantas incertezas.

O Escultor

Autor: Dr. Nicolau Assef

Por tristes rumos caminha este escultor.

Na matéria amorfa esculpe a sua arte

com sensibilidade, destreza e ardor.

Pronta, alguém deseja, lhe arrebata e parte.

Foste dentre todas, a minha obra prima.

Te moldei para a vida e para o amor.

Te fiz mulher. Como outras obras de estima

levarão para em outras plagas te expor.

Se a bondade um dia atender aos meus ensejos

de deixarem-te, e eu gozar desta mercê,

louco de desejos e coberta de beijos,

te levarei de volta ao meu ateliê.

Em 1º de maio de...

1500 – De Porto Seguro, Pero Vaz Caminha, o escrevente da armada de Pedro Álvares Cabral, escreve a el-rei dom Manuel de Portugal participando-lhe a descoberta (oficial) do Brasil.

1914 – Fundado o São Caetano Esporte Clube.

1915 – Circula, em Santo André, o número 1 do semanário O Liberal.

- Do Brás e do Largo do Piques caravanas de operários seguem ao Largo da Sé. São 400 os participantes. Eles votam moção apresentada pela comissão internacional contra a greve.

- A guerra. Do noticiário do Estadão: ‘Chegada de uma delegação irlandesa a Paris’.

1940 – Fundado o Eldorado FC, em Diadema.

- Criado o salário mínimo no Brasil.

1945 – Inaugurada a nova sede do Círculo Operário de Santo André.

1950 – Fundada a Sociedade Amigos de Eldorado, a primeira de Diadema.

- Fundado o EC Palmeirinha, da Vila do Tanque, em São Bernardo.

1955 – Inaugurado no cemitério da Vila Euclides, em São Bernardo, um mausoléu em memória aos trabalhadores moveleiros e têxteis da cidade.

- Inaugurada a capela de Nossa Senhora Aparecida, no Parque Novo Oratório, Santo André, com a realização da primeira festa em louvor à padroeira.

1960 – Fundado, em São Bernardo, o Dulcora Clube.

1970 – Grupo de médicos inaugura o Hospital Brasil, em Santo André.

2005 – Banespa/São Bernardo sagra-se campeão da Superliga Masculina de Vôlei.

Diário há 30 anos

Quarta-feira, 1º de maio de 1985 – ano 27, nº 5814

Manchete – Sarney anuncia novo salário mínimo: Cr$ 333.120

Movimento Sindical – Grevistas desocupam GM sem intervenção policial.

São Caetano – Prefeitura paga 1,7 bilhão de cruzeiros em requisitórios.

Mauá – Prefeito Leonel Damo inaugura hoje o Viaduto da Esperança, interligando Vila Mercedes ao Parque das Américas, numa extensão de 35 metros sobre a linha férrea. “Esperança” para lembrar Tancredo Neves, que estava vivo quando o nome foi escolhido e representava uma grande esperança ao povo brasileiro.

Editorial – Fora da Constituinte, tudo cheira a golpe

Santos do dia

- São José Operário. Na ilustração, o logotipo do jornal editado pela Paróquia São José Operário, de Vila Bastos, em Santo André, obra de Tarciso Cataneo. O número 1 foi publicado em 1-9-1997.

- Andéolo

- Grata

Hoje

- Dia Internacional do Trabalhador e do Trabalho. Ou: Festa Nacionale del Lavoro, como dizem os italianos.

- Dia da Literatura

- Dia do Diácono 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;