Fechar
Publicidade

Domingo, 24 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Congresso dos EUA vai redigir projetos inspirados no relatório da ONU sobre o clima


Da AFP

08/02/2007 | 17:55


Os democratas, a maioria no Congresso americano, informaram nesta quinta-feira que pretendem se inspirar no recente relatório da ONU sobre o clima para elaborar projetos de lei para lutar contra o aquecimento global.

"Vocês abriram uma janela para o nosso futuro, no qual podemos ver o aquecimento global abalar o planeta e nossas sociedades em conseqüência da nossa própria inércia", declarou Nancy Pelosi, a presidente democrata da Câmara dos Representantes, durante a audiência que contou com a participação de quatro cientistas encarregados da redação do documento publicado na semana passada em Paris.

Para impedir os efeitos mais graves do aquecimento, "temos que reduzir pela metade os níveis atuais das emissões de gás com efeito estufa até 2050", afirmou Pelosi durante a audiência organizada pela comissão da Ciência da Câmara.

"O governo do presidente George W. Bush persiste na negativa de se opor à imposição de limites obrigatórios para estas emissões", lamentou.

Nesta quinta-feira, Pelosi disse ter pedido a todas as comissões da Câmara que trabalham com as questões da energia e do meio ambiente apresentarem projetos de lei sobre o aquecimento global e a independência energética dos Estados Unidos até o mês de julho.

Ela também fez um apelo a Washington para que insista com Pequim na necessidade de cooperar para desenvolver fontes de energia limpas e renováveis.

"Os Estados Unidos e a China são os dois maiores emissores de dióxido de carbono (CO2) - o principal gás de efeito estufa - na atmosfera, e a China deve nos ultrapassar nesta triste posição daqui a três anos", disse Pelosi.

Atualmente, os Estados Unidos são responsáveis por 25% das emissões de CO2 no mundo.

Vários senadores democratas acusaram duramente o governo Bush de perturbar o trabalho dos especialistas em climatologia.

"A administração não faz seu trabalho, é uma vergonha. Vocês estão dando as costas para as futuras gerações. Vocês vão deixar acontecer a catástrofe anunciada", criticou o senador John Kerry, ex-candidato democrata à presidência dos Estados Unidos.

Apesar dos obstáculos impostos pelo governo Bush, a mobilização contra o aquecimento global está crescendo nos Estados Unidos. A Califórnia, o Estado mais povoado e a maior potência econômica do país, decidiu recentemente impor uma redução local das emissões de CO2.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;