Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Direito São Bernardo mantém 1º lugar na região no exame da OAB


Vanessa de Oliveira
Do Diário do Grande ABC

13/04/2015 | 07:00


A Faculdade de Direito de São Bernardo foi classificada em sétimo lugar no ranking do 14º Exame de Ordem da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), realizado em agosto. Ao todo, participaram 289 instituições de Ensino Superior que lecionam a graduação no Estado de São Paulo.

De acordo com a classificação divulgada pela OAB, dos 307 alunos da Direito São Bernardo inscritos para o exame, 150 obtiveram a aprovação, resultando em índice de 48,86%. Na primeira colocação, aparecem as PUCs (Pontifícia Universidade Católica) de São Paulo e Campinas.

“No Grande ABC, há muito tempo sempre estivemos na primeira colocação e, entre as instituições do Estado, normalmente ficamos entre as dez melhores”, salientou o diretor da instituição, Marcelo Ladeira Mauad.

A conquista é atribuída ao esforço de todos os participantes envolvidos no processo – professores e alunos. “Por um lado, há o investimento na área pedagógica, com excelente corpo docente e quadro de alunos interessados e dedicados”, fala. A faculdade possui 2.400 alunos e 60 professores, sendo que 96% têm título de mestres e doutores.

Mauad também atribui o bom desempenho a outro aspecto que, segundo ele, tem sido exigido com frequência nos exames da OAB: o conhecimento prático. “Isso a faculdade tem cada vez mais se dedicado e procurado incentivar. Temos disciplinas práticas e uma extensão universitária das mais destacadas do País”, afirmou. “Nossos estudantes, assistidos pelos professores e funcionários, atendem a população carente em vários escritórios, por meio de convênios com a Prefeitura e com o Tribunal de Justiça. São em torno de 30 mil atendimentos por ano”, completou.

Para 2015, a previsão é aumentar esse número em 25%, passando para 38 mil casos atendidos, segundo o diretor.

“O ensino do Direito não se dá apenas na sala de aula, mas também com essa vivência prática, que é um incentivo ao desenvolvimento da sensibilidade social. Então, quando ensinamos o princípio da dignidade humana, não é simplesmente abstrato, distante da realidade, mas sim algo que experimentamos na prática, com serviços que são prestados pela instituição. Essa característica tem se mostrado um diferencial para a nossa casa.” 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;