Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Gilberto Sorriso diz que vai provar sua inocência


Do Diário do Grande ABC

28/02/2000 | 13:04


O ex-jogador Gilberto Ferreira da Silva, conhecido como Gilberto Sorriso, declarou à Rádio Jovem Pan AM que vai provar sua inocência na acusaçao de um homicídio, ocorrido em janeiro de 99, que levou a juíza Daniela Bortoliero Ventrice, do Fórum de Porto Feliz, a 120 quilômetros de Sao Paulo, decretar sua prisao preventiva na semana passada.

Gilberto Sorriso, ex-jogador da Seleçao Brasileira, do Santos e do Santo André, disse ter provas de que um dos supostos autores do crime, Joao Carlos, que está detido no DP da cidade, mentiu ao afirmar que o reconheceu participando do assassinato de Paulo Roberto Cândido no bar de Serginho Chulapa, o Barril 2000, em Santos. O jogador garante quem nunca esteve no local e desafia quem o contesta.

O mandado de prisao foi expedido depois que foram encontrados documentos do jogador no local do crime e que outras pessoas envolvidas no crime confirmaram sua participaçao. Sorriso disse que perdeu seus documentos na época do crime.

Segundo o jogador, seu advogado reuniu provas de que Joao Carlos, preso por envolvimento no crime, usou sua identidade para dar golpe em jogadores iniciantes em Porto Feliz e para cometer o assassinato.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Gilberto Sorriso diz que vai provar sua inocência

Do Diário do Grande ABC

28/02/2000 | 13:04


O ex-jogador Gilberto Ferreira da Silva, conhecido como Gilberto Sorriso, declarou à Rádio Jovem Pan AM que vai provar sua inocência na acusaçao de um homicídio, ocorrido em janeiro de 99, que levou a juíza Daniela Bortoliero Ventrice, do Fórum de Porto Feliz, a 120 quilômetros de Sao Paulo, decretar sua prisao preventiva na semana passada.

Gilberto Sorriso, ex-jogador da Seleçao Brasileira, do Santos e do Santo André, disse ter provas de que um dos supostos autores do crime, Joao Carlos, que está detido no DP da cidade, mentiu ao afirmar que o reconheceu participando do assassinato de Paulo Roberto Cândido no bar de Serginho Chulapa, o Barril 2000, em Santos. O jogador garante quem nunca esteve no local e desafia quem o contesta.

O mandado de prisao foi expedido depois que foram encontrados documentos do jogador no local do crime e que outras pessoas envolvidas no crime confirmaram sua participaçao. Sorriso disse que perdeu seus documentos na época do crime.

Segundo o jogador, seu advogado reuniu provas de que Joao Carlos, preso por envolvimento no crime, usou sua identidade para dar golpe em jogadores iniciantes em Porto Feliz e para cometer o assassinato.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;