Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 11 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Times cobram 56 pênaltis para definir o campeão na várzea

Reprodução/Facebook  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Vila Junqueira, de Santo André, bateu o Dínamo, de Mauá, por 24 a 23 e levou a Copa Amizade


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

24/03/2015 | 07:00


Os cerca de 5.000 torcedores que foram ao Campo do Juá, no Jardim Zaíra, em Mauá, domingo, assistir à decisão da Copa Amizade, entre o anfitrião Dínamo e o Vila Junqueira, de Santo André, viram algo que entrou para a história da várzea do Grande ABC. Após 1 a 1 no tempo normal, os times precisaram de 56 cobranças de pênaltis para definir o campeão.

O representante andreense foi mais eficiente e venceu por incríveis 24 a 23, sendo que apenas nove penalidades foram desperdiçadas, com destaque para quatro grandes defesas de Maizena, do Dínamo, mas que foram insuficientes. A partida ainda contou com arbitragem de Regildenia de Moura, moradora de São Bernardo e árbitra da Fifa desde 2012.

Caso fosse no futebol profissional, o confronto entraria para a história como a mais longa disputa de pênaltis. No Guinnes Book, o relato com o maior número de cobranças foi registrado em 1987, quando Aldershot e Fulham jogaram na Inglaterra e cobraram 28 pênaltis, com vitória do primeiro por 11 a 10.

Entre as partidas amadoras, o Livro dos Recordes tem registro de jogo, disputado em 1998 pela Copa Sub-10 da Derby Community League, na Inglaterra, quando Mickleover Lightning Blue Sox e Chellaston Boys B empataram por 1 a 1 no tempo normal. Nos pênaltis, o Blue Sox venceu por 2 a 1, com inimagináveis 63 cobranças desperdiçadas e apenas três convertidas – 35 foram defendidas e 28 foram para fora.

O contrário também já ocorreu. Em dezembro de 2001, Littletown e Storthes Hall, times de uma liga amadora da Inglaterra, conseguiram 100% de eficiência nas batidas e a disputa de penalidades terminou em 17 a 17 por falta de luz.

Além da final da Copa Amizade, o Grande ABC também já presenciou longa disputa de pênaltis entre Santo André e Botafogo-RJ, válida pela segunda fase da Copa São Paulo de Juniores, de 2004. Na ocasião, os andreenses venceram por 13 a 12, após 26 cobranças que tiveram de ser batidas rapidamente antes que a luz do Estádio Bruno Daniel fosse insuficiente para prosseguir com a disputa. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Times cobram 56 pênaltis para definir o campeão na várzea

Vila Junqueira, de Santo André, bateu o Dínamo, de Mauá, por 24 a 23 e levou a Copa Amizade

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, acesse com:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;