Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 27 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Síndrome pré-menstrual - Dr. leo Kahn


Leo Khan

06/03/2015 | 07:00


Também chamada de TPM (Tensão Pré-Menstrual), é o conjunto de sinais e sintomas do período que precede a menstruação e geralmente desaparece no primeiro dia do fluxo menstrual, mas em algumas mulheres é interrompido somente com o fim do fluxo.

Durante a vida reprodutiva da mulher, a concentração dos hormônios sexuais varia ao longo de cada ciclo menstrual, que tem em média 28 dias e pode variar de 21 a 35 dias. As adolescentes com menarca recente podem ter ciclos de até 45 dias, pois seu sistema reprodutor ainda está amadurecendo.

As fases do ciclo menstrual são divididas em fase folicular, que começa no primeiro dia da menstruação e dura em torno de 12 dias; depois vem a ovulatória, com duração média de oito dias, mas tem seu pico no 14º dia a partir do início da menstruação (em ciclo de 28 dias); e a lútea, com dez dias e que prepara o útero para o começo da próxima menstruação.

Lembrando que a menstruação é o descolamento do revestimento do útero, caracterizada por sangramento vaginal que ocorre por cerca de cinco a sete dias todos os meses.

Em relação aos hormônios, a partir da menstruação o nível do estrogênio começa a crescer e atinge o pico por volta do 14º ou 15º dia. Depois vai caindo e a mulher começa a produzir a progesterona. Os níveis desses dois hormônios praticamente chegam a zero durante a menstruação.

A principal causa da TPM é essa alteração do nível hormonal, que interfere no sistema nervoso central, onde parece haver uma conexão entre os hormônios e as endorfinas (substâncias naturais ligadas à sensação de prazer), diminuindo os níveis de serotonina nas terminações nervosas.

Sinais e Sintomas:

- Depressão e dificuldade de concentração;

- Vontade de chorar;

- Irritabilidade;

- Ansiedade;

- Fadiga;

- Distúrbio do sono;

- Acne;

- Aumento de apetite;

- Desejos por alguns alimentos, como chocolates e doces;

- Aumento de peso e inchaço;

- Desconforto abdominal;

- Cefaleia;

- Edema das mamas.

O diagnóstico geralmente é realizado pela própria paciente por meio da anotação dos seus sintomas e sua intensidade durante o ciclo menstrual e se estes desaparecem imediatamente após a menstruação.

SAIBA MAIS:

- Estudos demonstraram que a síndrome pode ocorrer de forma moderada em 30% e intensa de 5 a 8% das mulheres durante a fase reprodutiva.

- Filhas de mulheres com TPM ou depressão tem maior probabilidade de desenvolver os sintomas.

- Fatores externos como situações difíceis, doença na família, dificuldades econômicas, divórcio, pressão no trabalho, podem diminuir o nível da serotonina, levando ao quadro de TPM.

- Há mulheres mais sensíveis a mudanças hormonais e outras menos sensíveis.

- Não fume.

- Evite consumo excessivo de carboidratos e açúcares, substitua o doce por um alimento adocicado que não contenha açúcar.

- Faça dieta com verdura, frutas e legumes.

- Alguns alimentos que ajudam a diminuir o inchaço, aumentando a diurese: chuchu, morango, melancia, salsa e agrião.

- Diminua o sal da refeição.

- Procure atividades relaxantes e prazerosas.

- Pratique exercícios físicos.

- Evite compromissos importantes nesses dias que antecedem a menstruação.

- Procure a ajuda do médico ginecologista. 

* Se você tem dúvidas sobre saúde, envie um e-mail para leo.kahn@uol.com.br ou visite o site www.vivaintegral.com.br



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;