Fechar
Publicidade

Sábado, 25 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Com gols de Ronaldo e Marcelo, Real vence Schalke e abre vantagem na Liga



18/02/2015 | 19:43


Não foi o passeio da temporada passada, mas o Real Madrid se colocou em situação confortável para alcançar as quartas de final da Liga dos Campeões ao vencer o Schalke por 2 a 0, nesta quarta-feira, na casa do adversário alemão, em Gelsenkirchen. O português Cristiano Ronaldo, que desencantou, e o brasileiro Marcelo, com um golaço, marcaram os gols da partida, que teve a estreia de Lucas Silva como titular dos espanhóis.

Com o triunfo sem brilho, o Real avança na Liga mesmo se perder por 1 a 0 na partida de volta, no dia 10 de março, no Santiago Bernabéu. A vantagem, contudo, não se compara à goleada de 6 a 1 que time espanhol aplicou no Schalke também em jogo de ida, na Alemanha, na fase final da Liga, no ano passado - na volta, o Real selou a classificação com uma vitória por 3 a 1.

Se não empolgou, ao menos a vitória fora de casa reabilitou Cristiano Ronaldo. Alvo de críticas por parte da torcida e da imprensa espanhola, o português não marcava há três jogos. Com gol desta quarta, renovou a confiança para seguir liderando o time que defende o título na competição.

Marcelo foi outro destaque da partida. Tranquilo na defesa, conseguiu brilhar no ataque em uma jogada de Cristiano Ronaldo que culminou em uma linda finalização sua. Seu compatriota Lucas Silva, além de estrear na competição, começou direto como titular. O volante, ex-Cruzeiro, teve atuação discreta, mas sem comprometer.

O JOGO - O duelo nem de longe lembrou os dois confrontos entre as equipes também pela fase final da Liga dos Campeões da temporada passada. Empurrado pela torcida, o Schalke sustentou o equilíbrio nos primeiros minutos do jogo e não se abateu com as eventuais chegadas mais perigosas do Real.

Sob pressão, Cristiano Ronaldo mostrava empenho no ataque, sem resultado, diante da atenta defesa alemão. Até que o Real acelerou pela direita e aproveitou momento de hesitação dos zagueiros do Schalke para abrir o placar. Aos 26, Carvajal cruzou da direita e o atacante português, livre de marcação na área, cabeceou firme para as redes.

O gol desconcentrou o time da casa e deu novo fôlego aos espanhóis. Logo o Real já dominava a partida e parecia prestes a anotar o segundo gol. Cristiano Ronaldo teve esta chance aos 34, em cobrança de falta. Ele bateu direto e viu o goleiro Wellenreuther saltar bonito para fazer a defesa.

Mais tranquilo, após abrir o placar, o Real começou o segundo tempo cadenciando mais a partida. Valorizava a posse de bola (62% a 38% nos primeiros minutos), mas tinha pouca objetividade. Karim Benzema e Gareth Bale estavam apagados em campo, enquanto Ronaldo só levava perigo em lances de bola parada.

A primeira boa chance dos espanhóis só surgiu aos 26, em tabela de Isco com Bale. Isco bateu forte e mandou por cima do travessão. Sem se intimidar, o Schalke foi para cima ainda na esperança de empatar. Em lance rápido do lateral Uchida, Platte carimbou o travessão e o próprio japonês pegou o rebote. Mas mandou fraco e viu a bola morrer nas mãos de Casillas no chão.

Mesmo sem maior brilho, o Real chegou ao segundo gol, aos 34 minutos. E novamente Cristiano Ronaldo teve participação decisiva. Foi dele a jogada individual junto à lateral esquerda que permitiu a bela finalização de Marcelo, de perna direita, da entrada da área. A bola entrou no ângulo, sacramentou a vitória e deixou os espanhóis em situação confortável para a partida da volta.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Com gols de Ronaldo e Marcelo, Real vence Schalke e abre vantagem na Liga


18/02/2015 | 19:43


Não foi o passeio da temporada passada, mas o Real Madrid se colocou em situação confortável para alcançar as quartas de final da Liga dos Campeões ao vencer o Schalke por 2 a 0, nesta quarta-feira, na casa do adversário alemão, em Gelsenkirchen. O português Cristiano Ronaldo, que desencantou, e o brasileiro Marcelo, com um golaço, marcaram os gols da partida, que teve a estreia de Lucas Silva como titular dos espanhóis.

Com o triunfo sem brilho, o Real avança na Liga mesmo se perder por 1 a 0 na partida de volta, no dia 10 de março, no Santiago Bernabéu. A vantagem, contudo, não se compara à goleada de 6 a 1 que time espanhol aplicou no Schalke também em jogo de ida, na Alemanha, na fase final da Liga, no ano passado - na volta, o Real selou a classificação com uma vitória por 3 a 1.

Se não empolgou, ao menos a vitória fora de casa reabilitou Cristiano Ronaldo. Alvo de críticas por parte da torcida e da imprensa espanhola, o português não marcava há três jogos. Com gol desta quarta, renovou a confiança para seguir liderando o time que defende o título na competição.

Marcelo foi outro destaque da partida. Tranquilo na defesa, conseguiu brilhar no ataque em uma jogada de Cristiano Ronaldo que culminou em uma linda finalização sua. Seu compatriota Lucas Silva, além de estrear na competição, começou direto como titular. O volante, ex-Cruzeiro, teve atuação discreta, mas sem comprometer.

O JOGO - O duelo nem de longe lembrou os dois confrontos entre as equipes também pela fase final da Liga dos Campeões da temporada passada. Empurrado pela torcida, o Schalke sustentou o equilíbrio nos primeiros minutos do jogo e não se abateu com as eventuais chegadas mais perigosas do Real.

Sob pressão, Cristiano Ronaldo mostrava empenho no ataque, sem resultado, diante da atenta defesa alemão. Até que o Real acelerou pela direita e aproveitou momento de hesitação dos zagueiros do Schalke para abrir o placar. Aos 26, Carvajal cruzou da direita e o atacante português, livre de marcação na área, cabeceou firme para as redes.

O gol desconcentrou o time da casa e deu novo fôlego aos espanhóis. Logo o Real já dominava a partida e parecia prestes a anotar o segundo gol. Cristiano Ronaldo teve esta chance aos 34, em cobrança de falta. Ele bateu direto e viu o goleiro Wellenreuther saltar bonito para fazer a defesa.

Mais tranquilo, após abrir o placar, o Real começou o segundo tempo cadenciando mais a partida. Valorizava a posse de bola (62% a 38% nos primeiros minutos), mas tinha pouca objetividade. Karim Benzema e Gareth Bale estavam apagados em campo, enquanto Ronaldo só levava perigo em lances de bola parada.

A primeira boa chance dos espanhóis só surgiu aos 26, em tabela de Isco com Bale. Isco bateu forte e mandou por cima do travessão. Sem se intimidar, o Schalke foi para cima ainda na esperança de empatar. Em lance rápido do lateral Uchida, Platte carimbou o travessão e o próprio japonês pegou o rebote. Mas mandou fraco e viu a bola morrer nas mãos de Casillas no chão.

Mesmo sem maior brilho, o Real chegou ao segundo gol, aos 34 minutos. E novamente Cristiano Ronaldo teve participação decisiva. Foi dele a jogada individual junto à lateral esquerda que permitiu a bela finalização de Marcelo, de perna direita, da entrada da área. A bola entrou no ângulo, sacramentou a vitória e deixou os espanhóis em situação confortável para a partida da volta.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;