Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

'Mãos ao alto, SP!' Traz humor para a região

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Luís Felipe Soares
Especial para o Diário

12/07/2008 | 07:05


Criar um clima cinematográfico em uma peça de teatro. Esse é o objetivo do espetáculo Mãos ao Alto, SP!, que entra em cartaz neste fim de semana no Teatro Municipal de Santo André. As apresentações serão neste sábado, às 21h, e neste domingo, às 19h. Os ingressos, que continuam à venda no local, custam de R$ 25 a R$ 50.

A produção é realizada por meio de um conceito visual que remete ao público a experiência de estar em um cinema. A ligação da peça com a sétima arte se estende por toda narrativa, que traz sátiras de filmes, caso da cinessérie Corra Que a Polícia Vem Aí, e faz referência a obras de cineastas como Alfred Hitchcock, Quentin Tarantino, Woody Allen e Peter Sellers, além de séries cômicas de televisão.

A comédia nonsense tem texto do ator Paulo Goulart e é dirigida por Fernando Ceylão, também responsável por sua adaptação. O elenco é encabeçado pela experiente atriz Rosi Campos, que contracena com Sérgio Abreu, Tadeu Di Pyetro, Luisa Mell, Nellise Minelle, Julio César Moraez e Mionzinho, conhecido por ser o cover de Marcos Mion, da MTV. Todos aparecem em cena interpretando vários personagens e sempre com muito humor. 

Pequenos contos - No palco, são contadas três histórias distintas. A primeira mostra as dificuldades de Nélio e Manco, dois bandidos inexperientes que precisam buscar a encomenda de seu chefe.

O segundo conto apresenta as trapalhadas da dupla de policiais Saldanha e Rodrigues, que estão à procura de uma prostituta na cidade de São Paulo.

No último quadro, o público conhece uma engraçada família e seus pitorescos integrantes, caso da workaholic Flora, de sua embriagada tia Reni, do problemático Mariano e da apavorada empregada Oswaldina.

Apesar das histórias se desenvolverem individualmente, todas se encontram com um final em comum. Repleto de suspense, caminhos cruzados, coincidências inesperadas e, claro, bom humor, o espetáculo tem um desfecho surpreendente.

Mãos Ao Alto, SP! - Teatro. Hoje, às 21h, e amanhã, às 19h, no Teatro Municipal de Santo André - Praça IV Centenário, s/nº. Tel.: 4433-0789. Ingressos: R$ 25 (meia-entrada), R$ 40 (antecipado) e R$ 50.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

'Mãos ao alto, SP!' Traz humor para a região

Luís Felipe Soares
Especial para o Diário

12/07/2008 | 07:05


Criar um clima cinematográfico em uma peça de teatro. Esse é o objetivo do espetáculo Mãos ao Alto, SP!, que entra em cartaz neste fim de semana no Teatro Municipal de Santo André. As apresentações serão neste sábado, às 21h, e neste domingo, às 19h. Os ingressos, que continuam à venda no local, custam de R$ 25 a R$ 50.

A produção é realizada por meio de um conceito visual que remete ao público a experiência de estar em um cinema. A ligação da peça com a sétima arte se estende por toda narrativa, que traz sátiras de filmes, caso da cinessérie Corra Que a Polícia Vem Aí, e faz referência a obras de cineastas como Alfred Hitchcock, Quentin Tarantino, Woody Allen e Peter Sellers, além de séries cômicas de televisão.

A comédia nonsense tem texto do ator Paulo Goulart e é dirigida por Fernando Ceylão, também responsável por sua adaptação. O elenco é encabeçado pela experiente atriz Rosi Campos, que contracena com Sérgio Abreu, Tadeu Di Pyetro, Luisa Mell, Nellise Minelle, Julio César Moraez e Mionzinho, conhecido por ser o cover de Marcos Mion, da MTV. Todos aparecem em cena interpretando vários personagens e sempre com muito humor. 

Pequenos contos - No palco, são contadas três histórias distintas. A primeira mostra as dificuldades de Nélio e Manco, dois bandidos inexperientes que precisam buscar a encomenda de seu chefe.

O segundo conto apresenta as trapalhadas da dupla de policiais Saldanha e Rodrigues, que estão à procura de uma prostituta na cidade de São Paulo.

No último quadro, o público conhece uma engraçada família e seus pitorescos integrantes, caso da workaholic Flora, de sua embriagada tia Reni, do problemático Mariano e da apavorada empregada Oswaldina.

Apesar das histórias se desenvolverem individualmente, todas se encontram com um final em comum. Repleto de suspense, caminhos cruzados, coincidências inesperadas e, claro, bom humor, o espetáculo tem um desfecho surpreendente.

Mãos Ao Alto, SP! - Teatro. Hoje, às 21h, e amanhã, às 19h, no Teatro Municipal de Santo André - Praça IV Centenário, s/nº. Tel.: 4433-0789. Ingressos: R$ 25 (meia-entrada), R$ 40 (antecipado) e R$ 50.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;