Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 25 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Juíza se nega a receber presos em Mirandópolis



04/08/2006 | 00:09


A juíza Beatriz Afonso Queiroz, da Vara das Execuções Criminais de Mirandópolis, não aceitou o pedido de transferência imediata dos 1,2 mil detentos confinados num pavilhão da Penitenciária 1 de Mirandópolis. Pedro Antônio Avellar, da Defensoria Pública do Estado de São Paulo, pediu a remoção dos detentos num prazo de 24 horas sob pena de multa de R$ 120 mil por desobediência.

O despacho acena com a possibilidade de a juíza aceitar a transferência no futuro. Por isso, pede esclarecimentos à SAP (Secretaria da Administração Penitenciária) e à direção do presídio. O prazo é de cinco dias para ela receber as explicações e tomar a decisão final.

Procurada pela reportagem, a juíza não foi encontrada. Avellar disse que estudará o despacho antes de decidir se recorre à Corregedoria da Justiça.

Transferência – A SAP transferiu 14 presos do CDP (Centro de Detenção Provisória) de Pinheiros, na Capital, para penitenciárias da região Oeste do Estado. Cinco dos detentos foram levados para a Penitenciária 2 (P-2) de Mirandópolis.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;