Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 8 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Lençóis Maranhenses: singular vastidão de dunas e lagoas


Da AJB

10/12/2003 | 18:35


Entre os municípios de Primeira Cruz e Barreirinhas, no Maranhão, nasce um fascinante manancial de lagoas e dunas. Vastidão de paisagens deslumbrantes. Com área equivalente à da cidade de São Paulo, os Lençóis Maranhenses acalentam o sonho dos que rimam férias com vida selvagem, com a busca do primitivo para recarregar as baterias sugadas pelo cinza urbano.

O lugar, a despeito do resort de Barreirinhas, responde por uma feição absolutamente rústica do ecoturismo, que inibe a visitação em massa. Frustra-se quem busca boas opções de hospedagem nas redondezas. Um volume ainda inversamente proporcional aos encantos que fazem de Lençóis uma das faces mais interessantes, mais lindas do Brasil.

O ponto de partida para desbravar tais encantos é a capital maranhense, São Luís. De lá, os roteiros costumam seguir para Alcântara, que guarda rico legado histórico da colonização portuguesa. Na visita à cidade, tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional, em 1948, contempla-se o matrimônio entre cultura e natureza. São realizados, sempre de acordo com a maré, passeios às praias da região. Belos cenários compostos por mangues e igarapés.

Em Barreirinhas, programa obrigatório é o passeio de barco pelo rio Preguiças. Além de deleitar-se com as paisagens que aliviam as retinas cansadas da estética urbana, o turista conhece parte da cultura maranhense, visitando, por exemplo, a Casa da Farinha. Lá, acompanha-se o processo de fabricação do principal alimento local.

Imperdível também é a viagem de barco até o delta do Parnaíba, no Piauí, único em mar aberto nas Américas. O passeio, temperado por lendas e mistérios do delta, culmina na bela Camocim, escoltada por seculares muros de pedra, uma enorme duna e praias selvagens. Outra ótima opção: percorrer as dunas em veículos 4x4. Do alto de uma delas, de 50 m, contempla-se a paisagem singular formada pela imensidão arenosa pontilhada de lagoas, como a da Lua, a do Peixe e a Azul. Parada ideal para observar o pôr-do-sol.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;