Início
Clube
Banca
Colunista
Redes Sociais
DGABC

Segunda-Feira, 20 de Maio de 2024

Diarinho
>
Bombeiro Mirim
Construindo os heróis do futuro

Projeto Bombeiro Mirim envolve crianças e jovens em ações sociais e educativas

Jaque Correa
Especial para o Diário
17/03/2024 | 09:54
Compartilhar notícia
FOTO: André Henriques/DGABC


Mais do que apagar incêndios ou resgatar gatinhos de árvores, como é visto em muitos filmes, os bombeiros podem, sem exagero, ser considerados super-heróis. Eles têm de ser ágeis, ter disciplina, dignidade, respeito à vida, saber trabalhar sob pressão, e o principal: ter coragem. Qual será o sentimento de vestir essa farda? 

As crianças de São Bernardo têm a oportunidade de sentir o gostinho do que é ser um ‘soldado do fogo’ por meio do projeto Bombeiro Mirim. Ana Carolina Heleno é instrutora do programa e explica como é o processo de aprendizado dos pequenos. “Os bombeiros mirins participam de um programa educacional que oferece treinamento em habilidades de prevenção de incêndios, primeiros socorros, noções de segurança e de cidadania. Eles também realizam atividades comunitárias, como campanhas de conscientização e eventos para promover a segurança e o bem-estar da comunidade. É uma forma incrível de envolver jovens em ações sociais e educativas”, diz Ana, que é bombeira há quatro anos e integra o grupo de professores do curso há dois anos. 

No próximo sábado (23), será realizada na Câmara de São Bernardo solenidade que marca o Dia Municipal do Bombeiro Mirim. Um deles é Guilherme Henrique da Silva, 9 anos, morador da Vila São Pedro e que está no projeto há um ano. 

O pequeno, que quer ser bombeiro quando crescer, revela o quanto o curso o ajudou. “Antes eu era muito tímido, agora não. Também melhorei bastante nas aulas de matemática, além de amar ajudar o próximo. Graças ao curso, que me transformou”, declara. Guilherme está animado para o evento. “A sensação de ser homenageado é muito boa, e estou bastante ansioso para esse dia chegar”, conclui. 

Quem também sentiu uma mudança no comportamento após entrar para o Bombeiro Mirim foi Gabrielle Vitória Silva, 9, que também reside na Vila São Pedro e que já está nas aulas há oito meses. A minibombeira afirma que melhorou na escola e em casa também. “Geralmente quando eu pedia algo para a minha avó, eu não tinha paciência. Hoje em dia aprendi a ter e a não pedir muita coisa, porque, às vezes, ela não tem”. 

Fundado em 2015, em São Bernardo, o Projeto Social de Bombeiro Mirim não tem fins econômicos e atende crianças de 4 a 17 anos, com aulas aos sábados. Mais informações no site: www.bombeirocivilvoluntariosbc.com.br/bombeiromirim.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.