Setecidades

Sete em cada 10 pessoas no Grande ABC são favoráveis ao lockdown




Sete de cada dez moradores do Grande ABC são favoráveis ao lockdown para conter a disseminação do coronavírus. Isso é o que aponta a pesquisa de Percepção Social Sobre a Covid no Grande ABC, realizada pelo instituto ABC Dados a qual o Diário teve acesso com exclusividade. No material, que coletou respostas de 1.010 pessoas entre os dias 18 e 20 de março, 73% responderam “concordo” quando perguntado se as prefeituras deveriam decretar lockdown.

Por causa da pandemia, a pesquisa foi aplicada por meio de questionário on-line, como tem sido feito por diversos institutos no sentido de proteger entevistadores e entrevistados. Para amostra de 1.010 participantes, estima-se margem de erro para mais ou para menos de 3%, considerando nível de confiança que é de 95%.

Moradores de Santo André são os que mais gostariam de que o lockdown fosse decretado, com 81% dos munícipes de acordo. A menor taxa foi em Diadema, com 51%. O apoio é maior entre mais jovens (81% entre pessoas de 25 a 34 anos e 63% entre 35 e 44 anos).

A pesquisa também mostrou que 90% dos entrevistados pretendem se vacinar contra a Covid – a menor taxa foi registrada entre pessoas com 35 a 44, com 79%. Além disso, 60% dos participantes acreditam que a imunização deveria ser obrigatória para todos os brasileiros.

Ainda sobre a pandemia, 81% dos entrevistados acreditam que a situação está fora de controle no Brasil. Nos municípios, essa é a percepção de 70% dos participantes. Mauá, com 82%, e Ribeirão Pires, com 84%, são as cidades do Grande ABC onde as pessoas acreditam que haja maior descontrole da pandemia. Por fim, 61% das pessoas entrevistadas disseram ter muito medo de ser infectadas pelo coronavírus, enquanto 22% têm um pouco de medo e 12% já foram infectados.

AULAS PRESENCIAIS 

O ABC Dados também perguntou aos entrevistados se eles concordam com a retomada das atividades presenciais neste momento da pandemia. Dos 1.010 participantes, 82% disseram que não concordam, 16% concordam e 2% não sabem. Diadema foi a única cidade do Grande ABC que apresentou resultado mais equilibrado na questão, com 59% das pessoas se manifestando contra o retorno neste momento e 41% favoráveis. Em Mauá, 95% dos munícipes disseram que não concordam com a retomada.

INÉDITO

Esse foi o primeiro levantamento da ABC Dados sobre a situação da pandemia. “Optamos pelo modelo virtual que é utilizado por diversos institutos e que trouxeram resultados próximos da realidade nas últimas eleições”, explicou Marcos Soares, sócio-diretor da ABC Dados. “O modelo virtual dá um pouco mais de trabalho, já que temos de fazer ponderações com a realidade onde estamos inseridos. No Grande ABC, por exemplo, tem mais mulheres do que homens, portanto, a pesquisa precisa ter mais pessoas do sexo feminino entre as respondentes para ter resultados mais próximos da realidade”, explicou.

Comentários


Veja Também



Voltar