Memória

A Casa da Bruna e outros endereços


Explica Pedro Cordeiro:

- Esta imagem central de Ribeirão Pires é clássica. A foto foi restaurada por Hans George Winter e o levantamento, feito por integrantes da Associação Pró-Memória: Joel Maziero, Octavio David Filho, Zulmira Duarte e por nós.

- Observem a fila de caminhões aguardando a abertura da ‘porteira’ – a cancela da ferrovia. 

- A passagem da rua, cortando a via, era em nível. Ainda o é, porém, não é permitida a passagem de veículos.

- Há um tufo de fumaça, expelido pela máquina, partindo da estação com vagões de passageiros.

- Ali está a antiga passarela de pedestres, uma das que restam ao longo da ferrovia, e é utilizada. Na região ainda temos a passarela de Campo Grande.

PONTO A PONTO

1 – Primeira casa de alvenaria

2 – Casa de Bruno Maziero (futura delegacia de polícia)

3 – Sede social do Esporte Clube Cruz de Malta

4 – Casa da Família Araujo

5 – Casa do Doutor Valdemar Golla

6 – Barbearia do Gildo – João Botacim

7– Avenida Santo André (antiga Albuquerque Lins)

8 – Prédio de Euclides Menato em construção

9 – Prédio de Valentino ‘Tatu’ Redivo

10 – Rua Ovídio Abrantes

11 – Casa da dona Preciosa (antiga chácara das flores)

12 – Casa de Batista Branco, depois Miguelino Rigo

13 – Prédio da sede social do Ribeirão Pires Futebol Clube 

14 – Rua Herculano de Freitas (atual Comendador João Ugliengo)

15 – Pensão Jabuca (anteriormente, sede do Clube Recreativo e por um período abrigou o Grupo Escolar de Ribeirão Pires que passava por reforma)

16 – Cartório (anteriormente, Mala Real Inglesa)

17 – Casa de João Tolezano

18 – Casa de Domingos Benvenuto

19 – Largo da Matriz

20 – Enau (Externato Nerina Adelfa Ugliengo), atualmente Colégio Enau

21 – Rancho da EFSJ da Turma da Conserva da Via Permanente

22 – Cabine da Alavanca e controle das porteiras da passagem em nivel

23 – Bar da Estação

24 – Estação Ferroviária da SPR (São Paulo Railway), atual CPTM

25 – Fundos da casa de Rafael Abou Risk (anteriormente foi delegacia)

26 – Prédio de Joãozinho Domingues de Oliveira, em construção

27 – Depósito de bebidas da Antarctica

28 – Cancha de bocha

29 – Rua Doutor Felicio Laurito

30 – Padaria Central

31 – Barbearia do Agenor Quinho

32 – Casa de Abdalla Chiedde

33 – Bar da Bruna

34 – Rua do Comércio (anteriormente se chamava Rua João Contente)

35 – Bar e residência de Frederico Bressan

36 – Casa de Elias Eid

37 – Depósito da EF São Paulo Railway

38 – Farmácia Zampol

39 – Cine Teatro Brasil (anteriormente Cine Lourdes)

40 – Casa da Família Ferreira

Diário há meio século

Domingo, 21 de março de 1971 – ano 13, edição 1491

Manchete – O Brasil lidera a América na Comissão Especial de Consulta e Negociação

Punta Del Este (AFP e Serviço Local) – O Brasil rejeitou ontem (20 de março de 1971) o projeto dos Estados Unidos sobre comércio. Conseguiu sucesso na sua reivindicação.

Diadema – Inaugurada a central telefônica da CTBC, na Praça Castelo Branco.

Cultura & Lazer – Armado no Jardim Pastor, em Santo André, o Circo do Chiquinho, que terá duas atrações iniciais: Tonico e Tinoco e a peça O Fugitivo do Cemitério de São Bernardo.

Em 21 de março de...

1956 – O drama da poliomielite: Brasil importava ‘pulmões de aço’ como medida paliativa. A vacina preventiva achava-se em fase de estudos, não se encontrando ao alcance das autoridades sanitárias.

Nota – Tudo mudaria, e para bem melhor, com as pesquisas do médico Albert Sabin, que desenvolvia a vacina oral contra a paralisia infantil, a famosa gotinha.

1961 – Fundado o São Bernardo Tênis Clube.

1966 – Instituído o Conselho Sindical do ABC, órgão representativo dos sindicatos dos trabalhadores da região.

Santos do Dia

- Nicolau de Flue

- Serapião de Thmuis 

Comentários


Veja Também


Voltar