Cena Política

Presente de grego em São Bernardo


Na semana em que se comemora o Dia Internacional da Mulher e que o Diário mostrou que elas são minoria no comando das instituições de ensino superior no Grande ABC e no País, o diretor da Faculdade de Direito de São Bernardo, Rodrigo Gago, entregou um presente de grego para quem luta por representatividade feminina. Tirou três mulheres de cargos de coordenação e as substituiu por homens. A partir de 1º de abril, Anderson Barbosa de Freitas assume a secretaria-geral, que era ocupada por Cristiane Oliveira Augustinho. Cristiane vai ser assessora da diretoria. Francisco Jorge Neto assume a coordenação do curso de especialização em direito do trabalho, substituindo a professora e criadora da pós na área trabalhista, Eliana Borges Cardoso. E Mauro Pardelli assume como chefe de seção de pós-graduação, no lugar de Cristina Camargo. Gago foi reconduzido ao posto pelo prefeito Orlando Morando (PSDB) no início do ano.  

Café com Pio

 Depois de se reunir com a vereador Suely Nogueira (Podemos), o presidente da Câmara de São Caetano, Pio Mielo (PSDB), se encontrou ontem com o ex-prefeito José Auricchio Júnior (PSDB), que tenta na Justiça reverter cenário de inelegibilidade. A conversa entre os tucanos passou pela crise da pandemia de Covid, questão jurídica de Auricchio e panorama político, incluindo os próximos passos. Mais votado no último pleito majoritário, o ex-prefeito tem relatado junto a aliados confiança em findar com sucesso o imbróglio até o fim do março, portanto, dentro de 90 dias do novo governo. Se conseguir o feito, ele evita a convocação de nova eleição.

Incômodo 

 Frente ao incômodo criado na Secretaria de Transportes de Diadema, chefiada por José Evaldo Gonçalo, conforme relatado ontem pelo Diário, outros servidores da Prefeitura e políticos têm demonstrado insatisfação com o comportamento do titular da pasta, incluindo suplentes de vereador do PT. Houve, segundo relatos, até desavenças com um desses suplentes. Outro apontamento de desgaste na área é que funcionário de uma terceirizada contratada pelo Paço, que atua na cidade desde a gestão de Mário Reali (PT) e trata da operação de tráfego, foi deslocado depois de fazer críticas a figuras do governo. 

 Experiências

 Diante do cenário, o prefeito de Diadema, José de Filippi Júnior (PT), tenta minimizar danos e reproduzir na cidade experiências da gestão do ex-prefeito Fernando Haddad (PT), da Capital. Uma delas é a ampliação da malha cicloviária, mudando vias tradicionais e mexendo na histórica prioridade dada aos veículos na mobilidade urbana. Depois de escolher José Evaldo Gonçalo, ex-número dois da pasta de Transportes, como titular, Filippi importou outro quadro de Haddad e nomeou o arquiteto Ronaldo Tonobohn, ex-superintendente de planejamento da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), como diretor de departamento na Secretaria de Transportes.

 Criando candidatos

 Por falar em governos do PT, as administrações de José de Filippi Júnior, de Diadema, e Marcelo Oliveira, de Mauá, já começam a trabalhar nomes de possíveis candidatos a deputado no ano que vem. Parte do grupo governista diademense admite, nos bastidores, que deve atuar pelo nome de Josa Queiroz, atual presidente da Câmara, enquanto o bloco da base mauaense dialoga internamente a entrada na disputa do ex-parlamentar Rômulo Fernandes, irmão do ex-prefeiturável Juiz João Veríssimo (PSD), terceiro colocado no páreo. 

Comentários


Veja Também


Voltar