Memória

Um livro para Diadema e sua gente


O livro traz a assinatura do jornalista Nelson Tucci, ex-Diário, que fez história aqui na casa atuando em várias frentes, com destaque para a editoria Política. O autor reconstrói a história da Sodiprom. O livro será distribuído nas bibliotecas públicas de Diadema e Grande ABC.

A Sodiprom nasce da inspiração de um juiz de direito, Álvaro Galhanone. Foi fomentada por um corpo de voluntários e mantida com o esforço de empresários de Diadema. São 50 anos não só de história, mas também de muito idealismo.

A entidade assistencial oferece treinamento e encaminhamento de meninos e meninas para as empresas, via programas do Jovem Aprendiz. Eles recebem treinamento profissional (inclusos informática e procedimentos administrativos), roupa e alimentação, assistência médica, odontológica e social.

A Sodiprom conseguiu reunir alguns de seus 131 parceiros tradicionais para apoiar a edição do livro: capa dura, quatro cores, 180 páginas. Dessa história saíram protagonistas para o primeiro emprego: 20 mil alunos, entre bombeiros, operários, profissionais liberais, empresários bem-sucedidos e um juiz de direito. A Sodiprom é vinculada ao Rotary Club de Diadema.

PERSONAGENS
O lançamento de Uma Jornada Adolescente ocorreu na sexta-feira passada, dia 12. Em suas páginas estão histórias de personagens diretamente ligados à entidade e à cidade, como Dona Alda, nome de uma avenida central em Diadema.

Entre José Baraldi, o primeiro, e Marcelo Biagioni, o 12º e atual presidente, afloram histórias pessoais, de famílias, e um testemunho escancarado de como fazer uma entidade social dar certo.

O autor Nelson Tucci teve o suporte de Waldir Lixandrão, o gestor do Sodiprom que nos últimos oito anos tem se dedicado em tempo integral ao funcionamento da casa, e de Sandra Mimoto, organizadora do livro.

CONSTRUÇÃO
Nelson Tucci é formado pela Universidade Metodista. Iniciou carreira no Diário, onde atuou por sete anos. Deixou reportagens sociais tão importantes que têm sido uma fonte formidável da série sobre as eleições municipais que a página Memória vem publicando, desde o primeiro pleito, realizado em 1891. 

Diário há meio século

Quarta-feira, 17 de fevereiro de 1971 – ano 13, edição 1463

Manchete –  Em Sergipe, o maior lençol petrolífero</CF> Petrobras rompe o silêncio e admite a descoberta.
Estrada – Consórcio de bancos europeus e norte-americanos concedeu à Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A) um financiamento de US$ 15 milhões, destinados a acelerar as obras de construção da Rodovia dos Imigrantes.
Resistência – Dom Paulo Evaristo Arns, cardeal-arcebispo de São Paulo, quer sindicância no Deops para apurar torturas sofridas pelo padre Vicine o a assistente social Y. Spandini.
Ribeirão Pires – Prefeito Antonio Simões pede à Câmara Municipal a regulamentação para pontos de táxi e taximetros.
Adeus – Falece Francisco Braz, comerciante histórico de Santo André e conselheiro da CTBC (Companhia Telefônica da Borda do Campo).

Em 17 de fevereiro de...

1846 – Dom Pedro II e a imperatriz Thereza Christina visitam pela primeira vez a Província de São Paulo. O casal desembarca no Porto de Santos, depois de visitar o Rio Grande do Sul e Santa Catarina. E vence a Serra do Mar, provavelmente cruzando a Freguesia de São Bernardo.
1921 – Dr. Francisco Perrone, residente em Santo André, nomeado médico da Estrada de Ferro São Paulo Railway. Prestará serviços aos empregados da empresa entre as estações do Ipiranga e Rio Grande (da Serra).
- Áustria, Viena, 13 – Associação dos Médicos resolveu que seus associados recusassem assistência aos grevistas e suas famílias, sempre que a greve fosse determinada por motivos julgados fúteis.
1956 – Antonio Braga eleito presidente da Associação Comercial e Industrial de Santo André; Álvaro Manfredi eleito presidente da Associação Paulista de Medicina – regional de Santo André.
- Montevidéu, 15 (AFP) – Uruguai torna-se campeão sul-americano de 1956 ao vencer a Argentina por 1 a 0. Brasil fica em segundo lugar, com o mesmo número de pontos da Argentina e Chile.

Santos do Dia

- Aleixo Falconieri
- Os sete fundadores da Ordem dos Servitas
- Silvino (bispo)

NOSSA SENHORA DO DESTERRO. Padroeira dos exilados: a mãe dos imigrantes

Comentários


Veja Também


Voltar