Defesa do Consumidor

Viagem é cancelada e consumidora só consegue reembolso após ação da Coluna


O que era para ser um final de semana de descanso e diversão em Campos de Jordão se transformou em transtorno para a gerente de autoescola Carolina Lopeira Pizzolato, 26 anos, moradora de Santo André. Isto porque a viagem foi cancelada e a agência de turismo só realizou o reembolso após contato da reportagem.

O passeio foi adquirido no dia 24 de maio para ser realizado no dia 17 de junho. No entanto, devido ao jogo da Seleção Brasileira, a viagem foi cancelada pela agência. “Eu não fui avisada com antecedência por e-mail e meu telefone não estava funcionando, então fui para o local indicado e o ônibus não apareceu”, conta Carolina, que iria viajar com uma amiga.

Após o desencontro, a consumidora entrou em contato com a Agência Infinity Trips Tour, com sede em Mauá, que afirmou que ela poderia escolher entre remarcação do pacote ou reembolso no valor pago de R$ 99.

“Eu pedi meu dinheiro de volta. Foi combinada uma data para o reembolso, 26 de junho, que não ocorreu. Desde então tento conversar com eles e ninguém me dá uma posição. A última informação que tive é que meu caso seria analisado pelo setor administrativo. Até banida da página do Facebook deles eu fui”, afirma Carolina.

De acordo com o Procon, se a consumidora optou pelo reembolso, então a loja é obrigada a fazê-lo dentro do prazo estabelecido em contrato. Caso não haja determinação no documento, como é o caso, o estorno deve ser feito dentro de um período razoável de modo que não onere o cliente, e, segundo o órgão, tal prazo não deve ser superior a 15 dias.

A Agência Infinity Trips Tour foi procurada e afirmou que fez a realização do reembolso no valor do pacote na última quarta-feira (8). Fato que foi confirmado por Carolina.

Leia Mais

Comentários


Veja Também


Voltar