Contexto Paulista

Índice Firjan confirma a força de São Paulo


Exatos 431 municípios brasileiros apresentam alto grau de desenvolvimento e, desse total, a maior parte está concentrada nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, segundo o último IFDM (Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal), divulgado na quinta-feira. O levantamento, relativo a 2016, é elaborado pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro e é aguardado periodicamente como uma referência para investimentos e políticas públicas. Elaborado desde 2008 (ano-base 2005), o IFDM é feito com base em estatísticas públicas oficiais, disponibilizadas pelos ministérios do Trabalho, Educação e Saúde. Tornou-se parâmetro nacional por ser o único índice anual que acompanha as três principais áreas de desenvolvimento – emprego e renda, Educação e Saúde –, com recorte municipal e contexto nacional.

Interior é destaque

Leia Mais

Os destaques, mais uma vez, são para o Estado de São Paulo, unidade que concentra um terço do PIB (Produto Interno Bruto) do País. Tradicionalmente, o Estado se recupera mais rapidamente dos efeitos de crise econômica, devido à sua capacidade produtiva em indústria, agronegócio e serviços. Entre os 5.471 municípios monitorados pelo IFDM Brasil, Louveira, no Interior paulista, se manteve na liderança pelo segundo ano consecutivo, com o índice 0,9006. Quanto mais perto de 1, maior o grau de desenvolvimento. Dezenas de municípios paulistas conseguiram o índice acima de 0,8. A média nacional é 0,6678 pontos e o último colocado, Ipixuna, no Amazonas, apresentou pontuação de apenas 0,3214, devido à falta de atendimento básico de Saúde. Entre os 500 municípios brasileiros mais desenvolvidos (o chamado ranking Top 500), 50% estão na região Sudeste, e 41%, na região Sul. No Estado de São Paulo nenhum município se enquadra no conceito ‘baixo desenvolvimento’.

Comentários


Veja Também


Voltar