Setecidades

GCM terá patrulhamento aéreo


 Municípios da região contarão com o reforço de um helicóptero em operações de segurança até o fim do ano. O projeto inédito, anunciado ontem pelo Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, fará parte das ações diárias da GCM (Guarda Civil Municipal) que, com a medida, passará a incorporar na sua rotina de atividades o patrulhamento aéreo de locais vulneráveis e nas áreas de divisa.

O projeto, que passará neste mês por apreciação dos secretários municipais de Segurança do Grande ABC, segundo o Consórcio, deverá custar cerca de R$ 300 mil mensais aos cofres da entidade regional. O valor será empenhado no pagamento da locação do helicóptero, além de custos com combustível e profissionais que ficarão responsáveis por realizar o patrulhamento aéreo.

A previsão inicial é a de que, assim que aprovado por integrantes do GT (Grupo de Trabalho) Segurança do Consórcio, o processo para contratação do serviço seja publicado. “Tendo este aval, a intenção deliberada é ter esse projeto licitado e operando ainda neste ano”, explica o presidente do Consórcio e prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB).

Na prática, o patrulhamento aéreo, segundo o chefe do Executivo, terá tarefa de auxiliar no trabalho já empenhado por agentes da GCM. “Temos uma região territorial muito grande, com diversas rodovias e muitas indústrias e que, infelizmente, você tem problema de violência onde às vezes uma viatura não consegue dar suporte ou até mesmo fazer perseguição. O patrulhamento aéreo servirá como apoio a este trabalho”, afirma Morando. Atualmente, a região conta com 2.482 profissionais na corporação.

O grupo, conforme a entidade regional, fará sobrevoos diários em trajetos pré-definidos pelo GT de Segurança, por todos os municípios, com exceção de Diadema, que se desfiliou do Consórcio no ano passado.

O patrulhamento aéreo poderá, inclusive, prestar serviço de socorro médico em casos de acidentes. Atualmente, dois equipamentos de Saúde da região estão aptos a receber helicópteros. O Hospital Estadual Mário Covas, em Santo André, e o Hospital de Clínicas de São Bernardo.

À princípio, o monitoramento de segurança aéreo contará com equipe formada por um piloto – a ser contratado pela entidade –, além de um oficial da GCM disponibilizado por cada um dos seis municípios, que serão treinados pela Polícia Militar, e equipe médica, para eventuais resgates.

TRABALHO INTELIGENTE

Além de colaborar com as ações diárias da GCM, o patrulhamento aéreo terá ainda a missão de intensificar o trabalho inteligente da corporação.

Assim como é feita pela Polícia Militar, a fiscalização por helicóptero poderá nortear ações no combate ao tráfico, como o realizado no Estado do Rio de Janeiro, e também em questões de crimes ambientais. “Num momento em que a violência, infelizmente, é o problema que mais assola a população brasileira, seguida do desemprego, nós do Consórcio estamos buscando ferramenta importantíssima e que não pode ser subestimada”, ressalta Morando.

Lista de famílias que estão em auxílio-aluguel é finalizada

Prefeitos da região prometem entregar ainda nesta semana, por meio do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, a lista final das famílias contempladas em auxílio-aluguel ao Estado. A medida é necessária para a retomada de convênio entre a entidade regional e o governo estadual para custeio de 50% do valor pago às administrações referente às pessoas removidas de áreas de risco nível 4 – com perigo iminente de deslizamento de terra.

No mês passado, o Diário noticiou que o antigo acordo, iniciado em maio de 2014, foi encerrado em 2017 e, desde então, os municípios tem arcado com todo o custeio do benefício. A parceria teria possibilidade de ser estendida, caso as administrações tivessem atendido à cláusula que determinava a construção, em 36 meses, de habitações para a população em questão.

Embora o novo acordo ainda dependa de aval do Estado, a entidade regional afirma já ter tido sinalização positiva do Palácio dos Bandeirantes para que a divisão entre o governo estadual e municípios nos custos do auxílio-aluguel seja retomada ainda neste ano.

Para o presidente do Consórcio e prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), com a entrega da lista, a expectativa é a de que o Estado dê um retorno sobre a possível retomada ainda neste mês. “Levamos o assunto ao conhecimento do secretário de Habitação e eles estão atualizando o cadastro para dar um retorno antes da próxima reunião (do Consórcio), considerando que a renovação do convênio tem que ser feita antes do dia 6 de julho, que é o prazo final para o governo do Estado firmar convênios”, explica.

Segundo a entidade regional, o novo convênio, se aprovado, irá beneficiar 390 famílias que residem nos municípios de Santo André, São Bernardo, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra. O volume de pessoas contempladas na nova lista é 34% inferior a quantidade de beneficiários do antigo acordo. Os valores do benefício variam de R$ 315 a R$ 465.

Comentários


Veja Também


GCM terá patrulhamento aéreo

 Municípios da região contarão com o reforço de um helicóptero em operações de segurança até o fim do ano. O projeto inédito, anunciado ontem pelo Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, fará parte das ações diárias da GCM (Guarda Civil Municipal) que, com a medida, passará a incorporar na s...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar