Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 28 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Bebê de dois meses morre em chacina no Rio


Do Diário do Grande ABC

20/02/2000 | 16:14


Três mulheres e um bebê foram mortos, na madrugada de domingo, no bairro Turiaçu, na favela da Chácara, zona norte do Rio. Policiais do 9º Batalhao de Polícia Militar (Rocha Miranda) nao souberam informar quantas pessoas participaram da chacina, que aconteceu por volta das 4 horas. Quando chegaram ao local, às 6 horas, encontraram três corpos dentro de um barraco e um outro corpo a 200 metros de distância. Os corpos encontrados no barraco sao de Maria Félix Dias da Silva, de 73 anos; Terezinha Rafael da Silva, de 19 anos e seu filho Wagner, de dois meses. A irma gêmea de Terezinha, Carla, foi retirada do barraco e morta na rua, segundo informaçao dos policiais.

Todas as vítimas apresentavam várias perfuraçoes pelo corpo, principalmente na cabeça. Isso, segundo a polícia, é um indício de que houve execuçao, provavelmente praticada por mais de uma pessoa. O caso foi registrado na 29ª Delegacia de Polícia.

Tiroteio - Um menor morreu e outras duas pessoas ficaram feridas durante um tiroteio, na madrugada de domingo, no morro Dona Marta, em Botafogo, na zona sul. Segundo o sub-tentente Bruno, do 2º Batalhao de Polícia Militar (BPM), o tiroteio foi travado entre traficantes rivais que disputam o controle da venda de drogas do local.

Jackson Fully de Gouvêia, de 14 anos, foi morto e teve o corpo arrastado pela vielas da favelas. O tiroteio começou por volta das 4h, quando a escola de samba da comunidade, a Sao Clemente, ainda fazia seu ensaio. Os feridos estavam perto da quadra.

Até o último dia 3, policiais do 2º BPM estavam reforçando a vigilância do local para evitar confrontos desse tipo. Houve, porém, uma desmobilizaçao para que os policiais militares pudessem ajudar seus colegas do 22º batalhao (Benfica), que estavam com dificuldades para conter a guerra também entre facçoes rivais do Complexo da Maré, em Ramos, na zona norte.

Durante todo este domingo, 15 policiais do 2º BPM permaneceram no Dona Marta. O subtenente nao soube informar se esse reforço seria mantido ao longo da semana.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bebê de dois meses morre em chacina no Rio

Do Diário do Grande ABC

20/02/2000 | 16:14


Três mulheres e um bebê foram mortos, na madrugada de domingo, no bairro Turiaçu, na favela da Chácara, zona norte do Rio. Policiais do 9º Batalhao de Polícia Militar (Rocha Miranda) nao souberam informar quantas pessoas participaram da chacina, que aconteceu por volta das 4 horas. Quando chegaram ao local, às 6 horas, encontraram três corpos dentro de um barraco e um outro corpo a 200 metros de distância. Os corpos encontrados no barraco sao de Maria Félix Dias da Silva, de 73 anos; Terezinha Rafael da Silva, de 19 anos e seu filho Wagner, de dois meses. A irma gêmea de Terezinha, Carla, foi retirada do barraco e morta na rua, segundo informaçao dos policiais.

Todas as vítimas apresentavam várias perfuraçoes pelo corpo, principalmente na cabeça. Isso, segundo a polícia, é um indício de que houve execuçao, provavelmente praticada por mais de uma pessoa. O caso foi registrado na 29ª Delegacia de Polícia.

Tiroteio - Um menor morreu e outras duas pessoas ficaram feridas durante um tiroteio, na madrugada de domingo, no morro Dona Marta, em Botafogo, na zona sul. Segundo o sub-tentente Bruno, do 2º Batalhao de Polícia Militar (BPM), o tiroteio foi travado entre traficantes rivais que disputam o controle da venda de drogas do local.

Jackson Fully de Gouvêia, de 14 anos, foi morto e teve o corpo arrastado pela vielas da favelas. O tiroteio começou por volta das 4h, quando a escola de samba da comunidade, a Sao Clemente, ainda fazia seu ensaio. Os feridos estavam perto da quadra.

Até o último dia 3, policiais do 2º BPM estavam reforçando a vigilância do local para evitar confrontos desse tipo. Houve, porém, uma desmobilizaçao para que os policiais militares pudessem ajudar seus colegas do 22º batalhao (Benfica), que estavam com dificuldades para conter a guerra também entre facçoes rivais do Complexo da Maré, em Ramos, na zona norte.

Durante todo este domingo, 15 policiais do 2º BPM permaneceram no Dona Marta. O subtenente nao soube informar se esse reforço seria mantido ao longo da semana.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;